Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014
Startup cria marketing voltado para m-commerce Startup cria marketing voltado para m-commerce
São Paulo - Ao observar o avanço dos tablets e smartphones e das compras do comércio eletrônico móvel no mundo, o chamado m-commerce, a startup brasileira Coffe Bean Tech juntou forças com a gigante de telecomunicações Motorola Solutions. A união visa oferecer o marketing personalizado direto para os celulares.

A ideia é garantir estratégias para fisgar os clientes em qualquer lugar, capturando o local onde ele está e fazendo promoções, via gadget, naquele momento. Para colocar isso em prática, as duas empresas se basearam nos expressivo crescimento de 128% nas vendas de aparelhos móveis no mercado brasileiro em 2014, segundo dados da consultoria IDC Brasil. A popularização desses aparelhos já impulsiona o comércio eletrônico, que usa a mobilidade como plataforma.

O segmento do comércio eletrônico móvel movimentou em 2010 US$ 2,2 bilhões. Ano passado essa quantia subiu para US$ 40 bilhões e em 2014 deve atingir os US$ 50 bilhões. Segundo Lima, 60% do tempo gasto na internet acontece via dispositivos móveis.

"Nós cruzamos o uso dos celulares, mais a explosão das compras feitas por meio deles, que indicam uma tendência sem volta", afirma ele. A meta da Coffe Bean e da Motorola é dirigir aos consumidores peças publicitárias, cupons de desconto para em troca avaliar os hábitos de compra, com a ajuda não só dos aparelhos portáteis que todo mundo têm, mas também de uma engenharia pesada de sensores e softwares tecnológicos.

Mercado brasileiro

Empolgados com os números brasileiros, a Coffee Bean indica que já faz experimentações, de modo piloto, em locais com mais de mil pontos de venda, além de shoppings centers. Baseada no Vale do Silício, na Califórnia, EUA, a companhia já têm expertise no comércio eletrônico, com soluções servidas para a gigante do e-commerce (comércio eletrônico) Dafiti.

Segundo o fundador e CEO da Coffe Bean, John Lima, apesar dos negócios no Brasil, os Estados Unidos quem puxa o segmento em que a empresa aporta na parceria com a Motorola. Para envolver cada vez mais o público originado nesse nicho, a tecnologia das duas companhias se comunica com dispositivos via wi-fi em parceria com outra solução sem fio, chama beacon, que são aparelhos do tamanho de um mouse instalados em portas e locais de grande circulação, lojas de departamento, grandes varejistas e shoppings centers, identificam cada vez que um usuário portando um aparelho adentra o espaço.

Uma questão brasileira

A ideia das duas empresas baseou-se em uma falha infraestrutural típica em países como o Brasil. O consumidor é convidado a se conectar na rede que vai analisá-lo, em troca de sinal wi-fi potente, já que a conexão 3G e 4G no Brasil é conhecida por baixa velocidade, falhas de sinal e alto valor.

A partir da conexão do cliente, é possível obter informações como em qual corredor o indivíduo se encontra, dentro de um hipermercado, por exemplo. Ao perceber que o usuário está em frente a uma prateleira específica, dentro de um intervalo de tempo, é possível saber quais são os produtos que ele estuda comprar, emitir cupons de desconto em tempo real, o que concede benefícios que segundo Lima, fideliza o cliente.

Personalização

A produção de peças publicitárias ou promoções sob medida para o cliente pode ficar ainda mais refinada, se o usuário logar na rede do comércio local, usando perfis em redes sociais. De acordo com John Lima, as chances de sucesso da peça de marketing aumentam quando o anúncio é personalizado. Para tanto, segundo diretor de mobilidade corporativa da companhia norte-americana no Brasil, Ricardo Blancas, "o casamento dos equipamentos de TI e telecomunicações construídos pela Motorola, têm que ser capazes de identificar o usuário via GPS e cruzar essa informação com a expertise do software Cofee Bean, que estuda as informações".

Sobre a questão da guarda dos dados pessoais de usuários, John Lima, ressalta que uma vez depositados no banco de dados da empresa que utiliza a solução, "as informações não são repassadas em nenhuma situação para terceiros".
Fonte: DCI - Diário Comércio Indústrias & Serviços
Tags: Comércio eletrônico, Startup, Marketing, Mcommerce, Coffe bean tech, Motorola solutions
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
vendas ecommerce natal inadimplência economia franquias e-commerce veículos preços são paulo crédito consumo ipi shoppings supermercados faturamento comércio eletrônico indústria comércio varejo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront