Quarta-feira, 03 de Setembro de 2014
Além da conveniência, consumidores passam a buscar valor, e agora? Além da conveniência, consumidores passam a buscar valor, e agora?
Por Eduardo de Araujo Santos

Sem dúvida os últimos anos foram muito bons para o varejo. O aumento da renda e incentivos do governo não só aumentaram a confiança dos Consumidores, como trouxeram novos Consumidores para o mercado.

Neste contexto foi possível verificar que, nas grandes regiões metropolitanas, a busca da conveniência se traduziu em busca da proximidade e da agilidade! Ou seja, o consumidor passou a frequentar cada vez mais os mercadinhos de bairro, as padarias e outras opções de compra próximas a sua casa. Mesmo, muitas vezes, pagando um preço mais alto em relação aos distantes e imensos hipermercados e atacarejos.

Nos últimos meses, aparentemente, esta tendência vem perdendo força.

O mercado se retraiu, os Consumidores passaram a enfrentar restrições e a confiança desapareceu! A consequência é que as vendas perderam força!

Para manter o nível de consumo, os Consumidor está buscando algo mais além da conveniência! Pesquisas recentes indicam que o Consumidor passou a buscar "valor" também! Ou seja, os mesmos "produtos de qualidade" a "preços mais baixos". Esta "dobradinha", muitas vezes, só é encontrada nos produtos de marca própria

A questão é: o varejo consegue oferecer conveniência e valor?

Situação semelhante na Europa nos últimos anos, ensejou o fortalecimento do "hard discount" (principalmente varejistas alemães) e trouxe muita dificuldade para o varejo tradicional. No Reino Unido este contexto propiciou, inclusive, uma redução dos preços dos alimentos nos últimos meses.

Por outro lado, no continente europeu a participação dos produtos de marca própria em muitos casos é bem expressiva.

No Brasil o formato "hard discount" nunca prosperou e a participação dos produtos de marca própria no varejo alimentar ainda é bem pequena.

Sem dúvida estamos diante de uma oportunidade! Quem conseguir disponibilizar "valor" para o Consumidor pode prosperar exatamente como o "hard discount" na Europa neste momento.


Eduardo de Araujo Santos possui larga experiência em Consultoria de Gestão no desenvolvimento de iniciativas para gestão, redução e prevenção de perdas de inventário, revisão de processos operacionais e desenvolvimento de abordagens analíticas, logística reversa, rastreabilidade de insumos e produtos, gestão de riscos operacionais e segurança química, complementados com um sólido background em finanças.
Fonte: Portal Administradores
Tags: Conveniência, Consumidores, Busca por valor, Varejo, Hipermercador, Atacarejos
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
comércio faturamento veículos são paulo inadimplência consumo preços franquias natal ipi economia crédito e-commerce comércio eletrônico indústria ecommerce varejo supermercados shoppings vendas

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront