Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2016
7 franquias para quem quer trabalhar pelo WhatsApp 7 franquias para quem quer trabalhar pelo WhatsApp
São Paulo – O WhatsApp é uma febre entre os brasileiros: ele é o comunicador instantâneo mais popular no país, com 76% dos assinantes móveis no Brasil fazendo uso regular do aplicativo.

Mas quem acha que o WhatsApp serve apenas para colocar o papo em dia está muito enganado: ele é, cada vez mais, uma parte importante na estratégia das empresas para se comunicar e fechar vendas, por exemplo.

Esse movimento inclui o mundo das franquias: algumas redes já incorporaram o uso do WhatsApp, passando esse modelo aos seus franqueados.

Os principais motivos? Segundo sete franqueadoras consultadas por EXAME.com, três pontos as levaram a adotar o WhatsApp: agilidade nas respostas, facilidade na comunicação com franqueados e maior proximidade com o público-alvo das unidades.

E você, quer tocar seu negócio ao mesmo tempo em que coloca o papo em dia? Confira, a seguir, como o uso do WhatsApp funciona em algumas franqueadoras:

1 – Acquazero

A rede de limpeza ecológica para automóveis Acquazero foi criada em 2009 e possui 242 unidades em operação. Cerca de 180 franqueados da rede usam o WhatsApp.

A franqueadora inclui o aplicativo em sua operação de duas formas: além de manter um grupo para passar informações gerais aos franqueados, também divulga o contato das unidades franqueadas nas redes oficiais da Acquazero.

Os franqueados usam a ferramenta tanto para fechar novas vendas, obtida inclusive a partir dessa divulgação, quanto para manter os clientes fidelizados próximos.

Além do WhatsApp, a empresa orienta os franqueados a criarem uma página no Facebook e no Instagram.

Para 2017, a Acquazero espera chegar a 350 unidades.

Investimento inicial: 3,5 mil reais
Prazo de retorno: 6 meses

2 – Elefante Verde

O Elefante Verde é uma rede de franquias criada em 2010 e voltada para impulsionar pequenos negócios na internet, por meio da venda de ferramentas de marketing digital.

Ao todo, são 56 unidades em operação – e todas fazem uso do WhatsApp. A comunicação diária com os clientes acontece por meio do aplicativo: os franqueados tiram dúvidas e oferecem novos produtos. Eles também usam outras redes, como Facebook e Instagram.

Para 2017, a Elefante Verde pretende chegar a 75 unidades.

Investimento inicial: 21 mil reais (cidades com até 75 mil habitantes)
Prazo de retorno: 12 a 18 meses

3 – Franquia de Precatórios

A Franquia de Precatórios procura pessoas que tenham dinheiro a receber do governo (os chamados precatórios), mas que não estão dispostas a esperar até o pagamento. O franqueado atua como um braço comercial da franquia e negocia com o detentor do título a venda deste.

A rede possui 31 unidades em operação. Na sua estratégia, o WhatsApp entra como um canal de contato com o interessado na venda do precatório. Segundo a rede, o app torna a aproximação mais fácil, o que adianta o fechamento do negócio.

80% dos contatos para tirar dúvidas ou colher informações são realizados pelo WhatsApp – e todos os franqueados fazem uso dele. Além dessa ferramenta, telefone, e-mail, e visitas presenciais também fazem parte da rotina de quem tem uma unidade da Franquia de Precatórios.

O WhatsApp também é ferramenta para viabilizar treinamentos e suporte ao franqueado: o envio dos materiais aos interessados em investir no negócio é feito pelo aplicativo, por exemplo. Essa prática aumentou em aproximadamente 35% a conversão de franqueados.

Investimento inicial: 6 mil reais
Prazo de retorno: 6 meses

Saiba mais sobre a história da franquia.

4 – Maria Brasileira

A Maria Brasileira é uma rede de franquias criada em 2012, especializada em serviços de limpeza e cuidados domésticos. Hoje, o negócio conta com 154 unidades em operação.

Cerca de 140 franqueados utilizam o WhatsApp. A ferramenta serve para três funções: vendas, relacionamento com o cliente e suporte aos franqueados.

Além do aplicativo, a rede também usa um site, um e-mail corporativo e um aplicativo próprio para a cotação e o fechamento do serviço.

A Maria Brasileira pretende chegar a 250 unidades em 2017.

Investimento inicial: 19,9 mil reais (cidades com até 50 mil habitantes)
Prazo de retorno: 12 a 14 meses

5 – Mordidela

A Mordidela é uma rede de franquias de pequenas porções de doces e salgados, voltadas para as classes mais populares. Hoje, 58 unidades estão em funcionamento e todas usam o WhatsApp.

A adoção do aplicativo começou como uma forma de mandar promoções diárias aos clientes. Hoje, o WhatsApp também é usado como suporte ao delivery. Segundo a rede, além de garantir proximidade com o cliente, o app reduz o gasto de tempo com ligações.

A expectativa da Mordidela para 2017 é abrir mais 120 lojas.

Investimento Inicial: 79,9 mil reais
Prazo de retorno: 12 meses

6 – San Martin

A San Martin é uma corretora de seguros fundada no ano de 1995 e que entrou para o franchising só em 2014. O negócio possui 302 unidades em operação, em 23 estados.

O WhatsApp é usado como ferramenta para prospecção de clientes: a San Martin desenvolveu anúncios que são encaminhados aos contatos acumulados da rede, tornando o franqueado conhecido pelos clientes e aumentando a sua rede de relacionamento. De cada dez clientes que contratam algum seguro pela San Martin, sete foram prospectados pelo WhatsApp. O WhatsApp também é uma forma de comunicação entre o franqueado e a franqueadora.

Todos os franqueados usam o app para falar com a rede, enquanto 270 deles o usam para a prospecção de clientes. A empresa também utiliza e-mail e telefone corporativo.

Investimento inicial: 26,9 mil reais
Prazo de retorno: de 6 a 10 meses

7 – Vazoli

Fundada em 2008, a Vazoli atua no segmento de serviços financeiros, oferecendo créditos e financiamentos, por exemplo. Em 2011, a empresa entrou para o franchising.

Atualmente, há 93 unidades em funcionamento. Todas utilizam o WhatsApp para a prospecção de clientes: por exemplo, para agendar visitas ou enviar cotações de produtos.

O aplicativo atua como complemento do canal de suporte comercial e operacional da rede, trazendo mais agilidade e facilidade em questões urgentes ou simples, diz a Vazoli. A franqueadora também tem um grupo de WhatsApp com seus franqueados, trocando informações sobre operação e práticas de vendas, por exemplo.

Para 2017, a expectativa da Vazoli é abrir 20 novas unidades.

Investimento inicial: 50 mil reais
Prazo de retorno: 8 a 15 meses
Fonte: Exame
Tags: Franquias, Whatsapp, Aplicativo, Comunicador instantâneo
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
ipi vendas franquias comércio eletrônico varejo economia inadimplência preços supermercados indústria e-commerce crédito faturamento comércio natal shoppings consumo veículos ecommerce são paulo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront