Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016
Abrinq prevê Natal com crescimento de 11% nas vendas Abrinq prevê Natal com crescimento de 11% nas vendas
A indústria de brinquedo nacional, segundo a Abrinq, deve crescer este ano algo em torno de 12%, sendo que neste Natal o crescimento das vendas deve girar em torno de 11%, com o lançamento de mais 300 novidades. O Dia da Criança e o período natalino representam habitualmente, segundo estatística da entidade, vendas superiores a 65% de todo o movimento do ano comercializado pela indústria do brinquedo no País. As fábricas, em número de 378, produziram cerca de 1.500 lançamentos e estão preparadas para abastecer os lojistas, informa o presidente da Abrinq.

"Houve uma transferência de pedidos de brinquedos importados para a indústria nacional", diz Synésio Batista da Costa. "Desde janeiro tivemos uma redução superior a 30% no volume dos importados", contabiliza. Segundo ele, as encomendas para o Natal dão sinais de que a indústria nacional vai continuar avançando.

Levantamento da entidade mostra que desde 2007 a indústria persegue altas consecutivas, somando-se preço para loja da produção nacional mais importações: R$ 2.234 bilhões, R$ 2.510 (2008), R$ 2.710 (2009), R$ 3.117 (2010), R$ 3.460 (2011), R$ 3.875 (2012), R$ 4.456 (2013), R$ 5.160 (2014) e R$ 5.934 bilhões, projeção para este ano.

A economia dá ligeiros sinais de reação, e a indústria do brinquedo registrou no primeiro semestre do ano crescimento 2,5% acima do mesmo período em 2015. De acordo com o presidente da Abrinq, o mercado nacional do brinquedo deve movimentar este ano perto de R$ 9,5 bilhões no varejo. A alta do dólar adicionou competitividade à indústria nacional.

Synésio Batista da Costa observa também que houve um aumento per capita no consumo de brinquedos nos últimos cinco anos. "Eram 6 brinquedos por ano por criança e agora chegamos a 7,2." As bonecas continuam representando a maior parte do negócio, com 18,1%, seguidas pelos veículos (carrinhos, motos, pistas), com 14,2%.

Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino.
Fonte: Terra
Tags: Abrinq, Natal, Vendas, Brinquedos
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
shoppings comércio eletrônico supermercados preços veículos inadimplência ipi faturamento são paulo economia crédito franquias consumo comércio natal vendas ecommerce indústria varejo e-commerce

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront