Terça-feira, 08 de Novembro de 2016
Empreendedorismo: franquias de casa e construção crescem 13% Empreendedorismo: franquias de casa e construção crescem 13%
A ainda modesta recuperação dos setores de construção civil e imobiliário já produz efeitos no mercado de franquias no segmento de casa e construção, que teve um crescimento de 13% no número de unidades, em todo o país, no terceiro trimestre deste ano, na comparação com igual período de 2015. Foi o segundo maior percentual de todos os segmentos da economia.

De acordo com Cristina Franco, presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), os consumidores estão pesquisando, equipando ou fazendo pequenas mudanças em suas moradias:

— A construção civil foi impactada pela crise e pela redução dos investimentos do governo, pois mudou todo o pensar sobre os programas econômicos que tratavam de habitação. Além disso, houve uma crise moral que pegou de frente as empreiteiras e as empresas de construção civil. E uma crise no mercado imobiliário, que ficou com mais oferta do que demanda. Esse segmento vinha vivendo uma depressão desde 2014. Agora, começa a ter as primeiras nuances de retomada.

Ana Vecchi, sócia-diretora da consultoria Vecchi Ancona — Inteligência Estratégica, explica que o segmento de casa e construção abrange vários tipos de negócios:

— Temos franquias de locação de equipamentos e maquinário para obras e de reformas, microfranquias que fazem serviços de limpeza após as obras, e também empresas de itens de decoração.

Se o último trimestre foi bom, a tendência nos próximos meses é de melhora.
— Daqui para a frente, vamos encontrar muito aquela situação de comprar ou alugar (um imóvel) por um ano. Neste caso, surge aquela questão de o brasileiro querer melhorar a casa. Assim, a tendência é efetivamente aumentar a demanda — avalia.

O efeito-cascata da recuperação da construção civil é sentido pela Container Segurança, que aluga contêineres. A rede tem, ao todo, cinco produtos, mas o carro-chefe é o almoxarifado, muito usado para obras de diversos tamanhos.

— Além da geração de empregos, devido ao déficit habitacional, o aquecimento (da construção civil) obrigatoriamente demanda a locação de contêineres que atendem às normas regulamentadoras — diz Walter Tiengo, coordenador de Franquias da empresa.

O que avaliar ao escolher uma rede consolidada

Apesar do bom cenário, empresários alertam que não se deve optar por uma franquia somente porque determinado setor está em crescimento. Artur Hipólito, sócio-diretor do Grupo Zaiom, responsável pela rede de franquias Dr. Jardim, exemplifica como o perfil do empreendedor deve pesar na escolha:

— Não adianta uma pessoa que não gosta de mexer com terra querer trabalhar com a Dr. Jardim, por exemplo, porque ela vai se frustrar. A maioria dos franqueados é formada por pessoas que gostam de trabalhos ligados à natureza, de mexer com plantas.

O futuro franqueado também deve ficar atento a recursos que podem ser necessários para o funcionamento do negócio, e não somente aos valores da taxa de franquia, do capital de giro e dos royalties. É o que destaca David Dayson, analista comercial da Help Home, que oferece manutenção e reparos em ambientes residencial e corporativo:

— Ajuda também bastante o franqueado ter material de informática, impressora, notebook, celular e veículo para deslocamento. Não exigimos isso. Mas é interessante para facilitar o atendimento.

ALGUMAS OPÇÕES

Dr. Jardim

A área de atuação é a de manutenção de piscinas e jardins. O modelo de negócio permite ter um ponto comercial ou trabalhar em home office. O investimento inicial, que inclui taxa de franquia, instalação, equipamentos e capital de giro, varia conforme a população. Em cidades com até 50 mil habitantes, é de R$ 25 mil; de 50 mil a 100 mil, de R$ 34 mil; de 100 mil a 500 mil, de R$ 42 mil; acima de 500 mil, de R$ 50 mil. Os royalties (pagos por mês) são: para cidades com até 50 mil habitantes, R$ 350; de 50 mil a 100 mil, R$ 500; de 100 mil a 500 mil, R$ 750; e acima de 500 mil, mil reais. O faturamento médio mensal vai de R$ 27 mil a R$ 30 mil. A previsão de prazo de retorno é de 6 a 12 meses. Contato: www.drjardim.com.br/, na aba "entre em contato".

Imaginarium

O trabalho envolve itens de decoração. O modelo de negócio inclui um quiosque. O investimento inicial é de R$ 60 mil, e a taxa de franquia, de R$ 5 mil. No caso de royalties, são pagos 5% sobre as vendas. O faturamento médio mensal é a partir de R$ 50 mil, com previsão de prazo de retorno do investimento de 12 a 15 meses. Contato: pelo site www.imaginarium. com.br ou pelos telefones (48) 3205-6347 e (48) 9157-7125.

Container Segurança

Trabalha com locação de contêineres em ponto comercial. O investimento inicial é a partir de R$ 108 mil (incluindo a taxa de franquia, a instalação e o capital de giro). Os royalties são de 7% do faturamento mensal, que é de R$ 25 mil. A previsão de retorno é de 36 meses. Contato: Danila de Barros, coordenadora de expansão: (19) 2121-2840

Help Home

Trabalha com manutenção, reparos e consertos residenciais e corporativos. Pode ser em home office ou ponto comercial. O investimento inicial (incluindo o capital de giro e a taxa de franquia) é de R$ 35 mil. No caso dos royalties, são pagos R$ 1.200 por mês, no primeiro ano; R$ 1.500, no segundo; e R$ 1.700, no terceiro. Quem paga em dia tem desconto de R$ 500. O faturamento médio mensal é de R$ 15 mil a R$ 30 mil (inicial). A previsão de retorno é de 3 a 6 meses. Contato: expansao@helphome.srv.br

Jetflux do Brasil

É do ramo de pintura. Pode ter ponto comercial ou home office. O investimento inicial, incluída a taxa de franquia, é de R$ 13.500. Os royalties são de um salário mínimo. O faturamento médio mensal é de R$ 20 mil a R$ 120 mil. A previsão de retorno é de 12 meses. Contato: site www.jetflux. com.br ou e-mail oliveira@jetflux.com.br.

Leia mais: http://extra.globo.com/emprego/franquias-do-ramo-de-casa-construcao-crescem-13-abrem-portas-para-empreendedores-20424808.html#ixzz4PQG4gLj9
Fonte: Extra
Tags: Franquias, Casa e construção, Empreendedorismo, Franchising, Franquias
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
supermercados crédito vendas são paulo natal shoppings inadimplência comércio franquias ipi comércio eletrônico consumo e-commerce varejo economia ecommerce indústria veículos preços faturamento

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront