Terça-feira, 20 de Setembro de 2016
Black Friday 2016 deve contar com número recorde de participantes Black Friday 2016 deve contar com número recorde de participantes
Depois de um intenso trabalho desenvolvido por representantes do setor de comércio eletrônico para que não houvesse falsas promoções, a Black Friday deste ano deve ser caracterizada pela multiplicação no número de varejistas participantes e de clientes.

Segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), o programa Black Friday Legal, elaborado para combater as ofertas fraudulentas, tem atraído um número surpreendente de adeptos do varejo on-line, entre grandes, pequenas médias empresa. A estimativa da câmara, inclusive, é de ultrapassar neste ano a quantidade de certificados de procedência emitidos na edição passada do evento varejista.

“Em 2013, após toda aquela polêmica, resolvemos criar uma medida que levasse boas práticas sobre o evento para os lojistas. Agora, em 2016, parece que conseguimos superar. O número de empresas adeptas é cada vez maior e isso traz confiança ao consumidor”, explica o presidente da camara-e.net, Leonardo Palhares.

No ano passando, de acordo com ele, 120 comerciantes obtiveram a chancela da entidade com a garantia de que as suas promoções eram verdadeiras. Neste ano, a expectativa é de ultrapassar a marca de dois mil certificados.

Para Palhares, os lojistas se deram conta de que anunciar uma promoção inexistente não atrai o consumidor e ainda ajuda a defasar a imagem da empresa, que pode até correr o risco de ser processada ou perder direitos.

“Se varejistas chanceladas cometerem esse tipo de atitude, têm sua chancela retirada e a denúncia encaminhada aos órgãos competentes, como os de defesa do consumidor e o Procon”, avisa Palhares.

A Black Friday deste ano deve contar com um número recorde de participantes. São esperadas que mais de duas mil. Ano passado, 408 lojas – fora as que não anunciaram suas participações – admitiram ter realizado liquidações na data.

Segundo um estudo da camara-e.net em parceria com o Sebrae, 20% destes comerciantes viram suas perspectivas de vendas serem superadas na Black Friday do ano passado. Outros 53% afirmam que concretizaram as vendas esperadas e 27% disseram que as saídas não foram como o esperado. Ainda de acordo com o levantamento, em média, o desconto nos preços oferecidos pelas lojas é de 30%.

Na edição 2015, a data movimentou mais de R$ 1,5 bilhão, segundo a consultoria especialista em implementação de projetos em comércio eletrônico E-Next. Este ano, a previsão é de superar este montante.
Fonte: Paraíba Total
Tags: Black friday, Comércio eletrônico, Promoções, Varejo
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
varejo veículos economia supermercados indústria natal são paulo shoppings inadimplência faturamento crédito preços comércio eletrônico e-commerce vendas comércio consumo franquias ecommerce ipi

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront