Sexta-feira, 09 de Setembro de 2016
CNC prevê contratação de 135 mil temporários para o fim de ano CNC prevê contratação de 135 mil temporários para o fim de ano
A previsão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é que o Natal, pelo segundo ano consecutivo, apresente queda nas vendas e na contratação de temporários em 2016. A estimativa é de retração de 3,5% no faturamento do varejo, e recuo de 2,4% em postos de trabalho temporários ofertados em relação ao ano anterior.

“Voltamos ao patamar de 2012, quando foram contratados cerca de 135 mil temporários para cobrir o movimento de fim de ano”, analisou o economista da CNC Fabio Bentes, em nota. O varejo deve movimentar R$ 32,1 bilhões até dezembro, de acordo com a estimativa.

O salário de admissão deverá chegar a R$ 1.205, um avanço de 9,5% em relação ao mesmo período do ano passado, ou 0,6%, se descontada a inflação.

"O maior salário de admissão deverá ocorrer no ramo de artigos de informática e comunicação (R$ 1.403); contudo, esse segmento deverá ofertar apenas 1,6% das vagas totais a serem criadas no varejo", afirmou a entidade.

As previsões da CNC de emprego e vendas serão revistas mensalmente até as vésperas do Natal.

Vestuário e supermercados

Ainda segundo a CNC, a estimativa é que os maiores volumes de contratação devem se concentrar no segmento de vestuário, com 62,4 mil vagas, e hiper e supermercados, 28,9 mil vagas.

"Além de serem os “grandes empregadores” do varejo – juntos eles representam 42% da força de trabalho do setor – esses segmentos costumam responder, em média, por 60% das vendas natalinas", afirmou a CNC.

Dólar x importados

A expectativa da entidade é que a taxa de câmbio apresente queda de 16% em 2016, "o que poderá estimular importações por parte do varejo e reajustes menos intensos do que no fim do ano".

O segmento de supermercados "deve aproveitar o cenário fazendo estoque de produtos estrangeiros e registrar modesta queda no volume das vendas (-1,6%). Já as lojas de vestuário e acessórios deverão amargar queda anual superior a 11% no Natal de 2016".
Fonte: G1 Rio
Tags: Economia, Cnc, Contratações, Trabalho temporário, Fim de ano, Comércio, Vendas, Varejo
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
supermercados faturamento e-commerce comércio eletrônico inadimplência crédito indústria shoppings veículos economia vendas consumo comércio preços são paulo ecommerce natal ipi franquias varejo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront