Sexta-feira, 03 de Junho de 2016
Geomarketing auxilia varejistas na tomada de decisões Geomarketing auxilia varejistas na tomada de decisões
Uma das consequências mais graves da recessão econômica tem sido o fechamento de lojas em todo o País. No ano passado, cerca de 100 mil pontos de venda deixaram de operar, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio. Durante a crise, aumentar a rentabilidade das operações tem sido prioridade para muitos lojistas e algumas tecnologias, como as ferramentas de geomarketing, podem auxiliá-los a solucionar problemas e a melhorar o desempenho de suas lojas.

Soluções de geomarketing, que possibilitam extrair informações relevantes para o negócio a partir de dados sóciodemográficos, vem sendo utilizadas por grandes players varejistas de eletromóveis há algum tempo, mas ainda são pouco exploradas pelo varejo de menor porte, avalia João Pedro Ribeiro Do Val, diretor comercial da Geofusion. “A penetração é mais baixa do que poderia ser. Muitos desses negócios são familiares, cresceram com os donos, que fazem tudo de forma intuitiva. Temos o desafio de tornar essas tecnologias acessíveis àquelas empresas que são menos profissionalizadas”.

Uma das soluções que a Geofusion oferece é o OnMaps, que possibilita, por exemplo, associar informações sobre o desempenho de um ponto de venda com o potencial de consumo da região onde está situado. Por meio dessa plataforma, o varejista pode cruzar os dados coletados pela sua empresa com um banco de informações geográficas mantidas pela Geofusion, com base em mais de 300 fontes de dados oficiais. Parte dessas informações são fornecidas, também, pelo Mozaic, ferramenta de segmentação da Serasa Experian, que classificou o consumidor brasileiro em mais de 40 perfis diferentes.

Mas, na prática, como essas ferramentas funcionam? Se um varejista mantém duas unidades em bairros distintos, como Higienópolis e Moema, áreas classe média alta da cidade de São Paulo, a ferramenta mostra que, apesar de seus habitantes terem uma renda equivalente, os moradores dessas duas localidades possuem características bem distintas. Os primeiros, na classificação estabelecida pela Serasa, são mais velhos enquanto os moradores do segundo bairro são jovens adultos. Essas informações possibilitam que cada unidade ofereça atendimento, mix e promoções compatíveis não só com o perfil econômico desses clientes.

“Resultado e território andam juntos. O geomarketing possibilita olhar, não só para a rede como um todo, mas para cada loja independentemente. Só assim é possível perceber essas diferenças”, diz Susana Figoli, sócia-fundadora da Geofusion. A executiva cita, ainda, a possibilidade de agrupar informações sobre o desempenho de lojas que estão situadas em regiões equivalentes, mas que apresentam resultados diferentes. Com essas informações, pode-se identificar o que está dando certo em uma delas e que não se aplica em outra. Outro exemplo de aplicação da ferramenta é identificar, em um raio de distância, lojas concorrentes na vizinhança e fazer ações promocionais segmentadas para o público que as frequenta.

O geomarketing pode fundamentar, também, na tomada de decisões na hora de abrir ou encerrar as atividades de uma filial. “Fechar uma loja também é caro e o investimento está dentro da realidade dessas empresas, mesmo as de menor porte”, explica o diretor comercial da empresa. Segundo Do Val, essas ferramentas possibilitam insights sobre as preferências do consumidor na hora de escolher um canal de venda – basta cruzar as informações da localização do cliente que comprou no site com a distância dele de uma das lojas mais próxima.
Fonte: Portal Eletrolar
Tags: Geomarketing, Varejo
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
natal economia são paulo supermercados inadimplência ipi vendas shoppings crédito ecommerce comércio eletrônico comércio preços faturamento franquias indústria consumo veículos e-commerce varejo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront