Segunda-feira, 25 de Abril de 2016
20 franquias que estão no mercado há pelo menos 10 anos 20 franquias que estão no mercado há pelo menos 10 anos
São Paulo – Uma questão fundamental para quem está em busca de uma franquia é saber se aquele modelo de negócio sobrevive aos testes do tempo. Uma pista para encontrar a resposta é verificar há quantos anos a rede está no mercado.

Vale lembrar que este não deve ser o único critério na hora de escolher uma rede. O empreendedor deve levar em conta fatores como investimento inicial necessário, setor de atuação do negócio e satisfação de outros franqueados da rede.

Para ajudá-lo nesta busca, selecionamos aqui 20 redes que estão no mercado há pelo menos dez anos e, portanto, contam com bastante experiência. As informações foram fornecidas pelas próprias franqueadoras.

1 – 5àsec - a partir de R$ 380 mil

A 5àsec é uma rede internacional de lavanderias que está no Brasil há mais de 20 anos e possui 430 unidades no país. Segundo a rede franqueadora, o faturamento médio de uma unidade varia entre R$ 55 mil e R$ 150 mil por mês, sendo que o lucro médio fica entre 20% e 30%.

Investimento inicial: de R$ 380 mil a R$ 655 mil

Prazo de retorno: 44 meses.

2 – Água Doce - R$ 365 mil

A Água Doce é uma rede de cachaçarias, especializada na venda de bebidas e pratos tradicionais. A marca surgiu em 1990, em Tupã, e tornou-se franquia dois anos depois. Hoje, a rede possui 91 unidades. O faturamento médio mensal de uma loja é de R$ 96 mil, e o lucro líquido fica entre 15% e 20%.

Investimento inicial: R$ 365 mil

Prazo de retorno: De 36 a 60 meses

3 – Cebrac - a partir de R$ 200 mil

O Cebrac(Centro Brasileiro de Cursos) é uma rede que oferece cursos profissionalizantes e está no mercado desde 1995, há 21 anos. Os principais cursos oferecidos são: atendente de farmácia, assistente administrativo, geração web e inglês. Hoje, a rede tem mais de 150 escolas pelo país. O faturamento médio mensal de uma unidade varia entre R$ 75 mil e R$ 160 mil, dependendo do modelo escolhido. A lucratividade fica em 25%.

Investimento inicial: R$ 200 mil (unidades de médio porte) e R$ 370 mil (unidades de grande porte)

Prazo de retorno: De 14 a 24 meses

4 – CNA - a partir de R$ 123 mil

O CNA é uma rede de escolas de idiomas fundada em 1973, que está há 43 anos no mercado. A rede tem hoje mais de 600 unidades por todo o país, sendo 3 pontos próprios. O faturamento médio de uma unidade é de R$ 95 mil, e o lucro médio fica em torno de R$ 25,5 mil.

Investimento inicial: A partir de R$ 123 mil

Prazo de retorno: De 18 a 24 meses

5 – CVC - R$ 100 mil

A rede CVC é especializada em venda de pacotes de viagens e outros serviços do setor de turismo. A rede nasceu em Santo André, no ABC Paulista, e tem 44 anos de história. A expansão via franchising começou no ano 2000 e hoje a marca tem 1.021 unidades franqueadas pelo país. O faturamento médio mensal de uma unidade é de R$ 430 mil, sendo que a lucratividade fica entre 5% e 12% (após descontadas as taxas de embarque, descontos e cortesias concedidas a clientes).

Investimento inicial: R$ 100 mil

Prazo de retorno: De 24 a 36 meses

6 – Dídio Pizza - R$ 350 mil

A Dídio Pizzas é uma rede de pizzarias delivery. A rede nasceu em 1993 em São Paulo e hoje possui 25 unidades no estado. O faturamento médio de uma unidade é de R$ 70 mil por mês no primeiro ano da loja. A lucratividade fica em torno de 12% desse montante.

Investimento inicial: R$ 350 mil

Prazo de retorno: 27 meses

7 – Divino Fogão - R$ 600 mil

A rede Divino Fogão oferece comida da fazenda no modelo sef-service especialmente em shopping centers do país. Nascida em 1984, a marca passou a expandir via franchising em 1994, há 22 anos. Hoje, a rede conta com 182 restaurantes. O faturamento médio de uma unidade é de R$ 190 mil por mês, sendo que o lucro líquido fica entre 15% e 18% desse valor.

Investimento inicial: R$ 600 mil

Prazo de retorno: 36 meses

8 – Jin Jin - a partir de R$ 200 mil

A rede Jin Jin trabalha com culinária asiática e possui as bandeiras Jin Jin Wok e Jin Jin Sushi (focada apenas na comida japonesa). Criada em 1992, a marca está no mercado há 24 anos e hoje tem 71 unidades pelo país. A rede não divulga o faturamento médio de suas unidades nem a lucratividade do negócio.

Investimento inicial: De R$ 200 mil (modelo quiosque) a R$ 500 mil (modelo tradicional)

Prazo de retorno: Até 36 meses

9 – Kumon - a partir de R$ 30 mil

A rede Kumon é especializada num método de ensino complementar, que tem como objetivo desenvolver o raciocínio lógico e o hábito de estudos dos alunos. O método foi criado no Japão em 1954 e se expandiu pelo mundo a partir de 1974. No Brasil, a rede chegou em 1977 e hoje tem nada menos que 1.450 unidades. O faturamento médio mensal de uma escola é de R$ 20 mil reais (com 120 alunos matriculados) e a lucratividade fica entre 20% e 25% desse valor.

Investimento inicial: De R$ 30 mil a R$ 55 mil

Prazo de retorno: De 18 a 24 meses

10 – Mahogany - a partir de R$ 50 mil

A Mahogany é uma rede que vende hidratantes, perfumes e sabonetes. Fundada em 1991 em São Paulo, a rede entrou para o franchising em 2006 e hoje tem 170 lojas pelo país sendo oito unidades próprias. O faturamento médio mensal de uma loja é de R$ 58 mil e a lucratividade fica em torno de 10%.

Investimento inicial: De R$ 50 mil a R$ 300 mil, de acordo com o modelo de negócio escolhido

Prazo de retorno: A partir de 24 meses

11 – Morana - a partir de R$ 105 mil

Criada em 2002, a Morana é uma rede de lojas de acessórios femininos que hoje possui 280 lojas espalhadas pelo país, além de algumas unidades em outros países, como Portugal, Espanha e Estados Unidos.

Investimento inicial: De R$ 105 mil (modelo quiosque) a R$ 325 mil (modelo tradicional)

Prazo de retorno: De 18 a 36 meses

12 – Multicoisas - R$ 590 mil

Nascida em 1984, a rede Multicoisas trabalha com a venda de ferramentas e itens diversos para a casa. Hoje, a rede possui 197 lojas, sendo 3 próprias. O faturamento médio mensal de uma unidade é de R$ 185 mil, e a lucratividade média do negócio fica em 8%.

Investimento inicial: R$ 590 mil

Prazo de retorno: De 48 a 60 meses

13 – Nutty Bavarian - R$ 108 mil

Rede especializada em vender castanhas, amêndoas e outros itens, a Nutty Bavarian existe no Brasil desde 1996. Atualmente, a marca possui 131 franquias e 8 unidades próprias no país. O faturamento médio mensal de uma loja é de R$ 36 mil, e o lucro fica em torno de R$ 6 mil.

Investimento inicial: R$ 108 mil

Prazo de retorno: 18 meses

14 - Ortodontic Center - R$ 71 mil

Especializada em tratamentos dentários, a rede Ortodontic Center nasceu em 2002 e está no mercado há 14 anos. Hoje, a rede possui 150 unidades, espalhadas por 19 estados brasileiros. O faturamento médio de uma unidade é de R$ 200 mil por mês, sendo que a lucratividade é de 20%.

Investimento inicial: R$ 71 mil

Prazo de retorno: 25 meses

15 – Patroni - a partir de R$ 150 mil

A Patroni é uma rede franquias especializada em pizzas, carnes e massas. A marca foi fundada em 1984 e está há 32 anos no mercado. Em 2003, a Patroni entrou para o franchising e hoje tem 192 lojas, sendo 13 próprias. O faturamento médio mensal de uma unidade vai de R$ 60 mil (modelo expresso) a R$ 125 mil (modelo tradicional). O lucro médio fica entre 12% e 20% desse valor.

Investimento inicial: De R$ 150 mil (modelo expresso) a R$ 450 mil (modelo tradicional)

Prazo de retorno: De 18 a 36 meses

16 – Pizza Hut - a partir de R$ 920 mil

A Pizza Hut é uma marca conhecida mundialmente. Fundada em 1958 nos Estdos Unidos, a rede especializada em pizzas chegou ao Brasil em 1989, onde possui cerca de 120 unidades (no mundo todo são 14 mil lojas). O faturamento médio mensal de uma loja varia entre R$ 220 mil e R$ 250 mil de acordo com o modelo de negócio escolhido. A lucratividade fica em 16%.

Investimento inicial: De R$ 920 mil (modelo express) a R$ 1,3 milhão (modelo Delco: restaurante com delivery)

Prazo de retorno: De 24 a 36 meses.

17 – Restaura Jeans - R$ 100 mil

A Restaura Jeans é especializada em recuperar roupas em geral, com serviços como tingimento, costura, customização e lavanderia. A marca surgiu em 1991 no Rio Grande do Sul, há 25 anos. Hoje a rede tem 227 unidades espalhadas pelo país. O faturamento médio mensal de uma loja é de R$ 32 mil, sendo que a lucratividade fica em 25%.

Investimento inicial: R$ 100 mil

Prazo de retorno: Até 24 meses

18 – Showcolate - a partir de R$ 65 mil

Criada em 2003, a Showcolate é uma rede de franquias que vende frutas com chocolate (chamado de fondue express). A rede é brasileira e hoje tem 46 unidades. O faturamento médio de uma loja é de R$ 35 mil por mês, e a lucratividade fica em torno de 25% e 35%.

Investimento inicial: De R$ 65 mil a R$ 109 mil

Prazo de retorno: Até 18 anos

19 – Spoleto - a partir de R$ 420 mil

Especializado em cozinha rápida italiana, o Spoleto nasceu há 17 anos no Rio de Janeiro. Hoje, a rede possui 355 unidades pelo país, sendo 13 restaurantes próprios. O faturamento médio mensal de uma unidade varia entre R$ 105 mil e R$ 230 mil, de acordo com o modelo de negócio escolhido. A margem de lucro fica entre 12% e 15% desse valor.

Investimento inicial: De R$ 420 mil a R$ 950 mil

Prazo de retorno: 36 meses

20 – Yes! - a partir de R$ 100 mil

A Yes é uma rede de ensino de idiomas, com aulas de inglês e espanhol. Fundada em 1972, a rede iniciou sua expansão via franchising em 2006, há exatos dez anos. Hoje, a escola tem 149 unidades. O faturamento médio de uma unidade é de R$ 60 mil, sendo que a lucratividade fica em 30% desse valor.

Investimento inicial: A partir de R$ 100 mil

Prazo de retorno: De 18 a 24 meses
Fonte: Exame
Tags: Franquias, Franchising, Empreendedores
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
faturamento shoppings e-commerce comércio eletrônico vendas consumo economia inadimplência preços franquias indústria ecommerce comércio natal são paulo varejo veículos supermercados ipi crédito

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront