Terça-feira, 08 de Março de 2016
Do Rio a Miami: bolos da Vó Alzira atravessam fronteiras Do Rio a Miami: bolos da Vó Alzira atravessam fronteiras
“Durante essa entrevista, uma franquia da Vó Alzira deve estar sendo aberta”. A reflexão bem-humorada do diretor de Marketing da Fábrica de Bolo, Eduardo Azer, faz referência ao rápido crescimento da marca, que abriu sua primeira loja no Centro do Rio, em 2007. Se a crise do país tem um gosto amargo, Alzira Ramos, de 68 anos, nem provou. Apesar de o faturamento não ser divulgado, o número de franquias passou de 44 para 128, em 2015, um aumento superior a 200%. Agora, a rede se prepara para chegar a São Paulo, em maio, e aos Estados Unidos, em julho ou agosto.

— Em relação à abertura de uma empresa, São Paulo dá mais trabalho. Miami é um desafio cultural — compara o filho e sócio de Alzira, Alexandre Martins, de 39 anos.

O negócio começou num espaço na Rua da Relação, no Centro, onde o marido de Alzira, Claudio, de 70 anos, também vendia pipocas. Em pouco tempo, ela ocupou 100% da loja e engajou toda a família no ramo de bolos. Oito anos depois, apesar de a empresa ter se profissionalizado e contratado reforços para dar conta da expansão (são cerca de 60 funcionários), todos continuam unidos. O marido comanda a adequação da receita ao mercado paulista:

— Só vamos mexer no tamanho dos bolos, para adequar os preços. Em São Paulo, eles têm um fuzil AR-15, e nós vamos entrar com uma bazuca — compara Claudio, que é o responsável por garantir a qualidade da mistura distribuída às franquias, sem deixar de mencionar a mulher: — Ela é a mãe da criança.

A família ainda é dona de uma loja na Rua Pereira Nunes, na Tijuca, na Zona Norte, que vende 350 bolos por dia. Lá, Alzira ajuda na cozinha e conversa com os clientes. Por vezes, eles batem à porta para pedir dicas de empreendedorismo. E ela não se nega a ajudar, apesar de manter a receita em sigilo:
— Tem que fazer o que gosta e lutar, não desistir nunca.

Ramo cresce dia a dia

A prova de que dá para crescer durante a crise está nos números. Para quem não entende como, Alexandre explica:

— A crise traz algumas oportunidades. Pontos comerciais disponíveis, candidatos que saíram de empresas e querem montar seus negócios. O que acontece é que você tem opções de locais mais baratos para investir. Nosso negócio atende muitas classes sociais, e os bolos são um produto em conta (custam de R$ 20 a R$ 30). Sem dúvida, é um bom investimento.

O mercado promissor já gerou concorrência, como a da Bolo Caseiro da Dinda. Daniel Fernandes, de 28 anos, um dos sócios da empresa — que fica em Irajá, na Zona Norte —, concorda. A marca nasceu no olho do furacão da crise, em dezembro de 2014, com bons resultados.

— Já no primeiro mês, (o desempenho) foi ótimo — diz Fernandes, que montou o negócio como um projeto de pós-graduação em franquias, contando com a receita do bolos da “dinda” Márcia Medeiros, que ainda faz pães e rocamboles.
Na Bolo sem Vergonha, em Botafogo, a doceira Stella Pellegrini, de 74 anos, também pôs pudins à venda (“porque o produto é fresco”), além dos bolos, cuja média de vendas é de 80 a 90 unidades por dia.

Como abrir uma franquia

Fábrica de Bolo Vó Alzira - O investimento necessário para abrir uma franquia da Vó Alzira é de R$ 100 mil, incluindo a taxa de franquia (R$ 38 mil), os gastos com equipamentos, as obras de adaptação e o estoque inicial. As misturas para a produção dos bolos são vendidas separadamente. Para ser um franqueado, é preciso acessar o site www.fabricadebolo.com, preencher um formulário e aguardar a avaliação e o contato dos donos da rede. O valor de investimento não considera o gasto com o ponto de venda, escolhido em conjunto pelo novo empreendedor e a rede.

Bolo Caseiro da Dinda - A loja fica na Avenida Monsenhor Félix 555, loja C, no bairro de Irajá, na Zona Norte. A empresa ainda passa por formatação para permitir franquias, mas os interessados já podem entrar em contato pelo e-mail bolocaseirodadinda@gmail.com. O custo estimado de investimento é de R$ 100 mil a R$ 150 mil, incluindo a taxa de franquia, de cerca de R$ 30 mil.

Bolos da Vovó - A rede tem 12 lojas no país. O investimento total de um franqueado é de R$ 130 mil (a taxa de franquia é de 40 mil). Cada loja tem sua própria produção. Segundo a rede, porém, a receita é padrão, e a produção de um bolo custa cerca de R$ 5. No Rio de Janeiro, a venda sai por R$ 20. O contato pode ser feito pelo site www.bolosdavovo.com.br.

Cheiro de Bolo - A rede, nascida no Paraná, não tem franquia no Rio de Janeiro, mas está aberta a essa possibilidade. O valor do investimento não foi informado. Para saber mais, é preciso enviar um e-mail para contato@cheirodebolo.net.br ou entrar em contato pelo site cheirodebolo.net.bt.

Casa de Bolos - A Casa de Bolos informa o valor de investimento para a abertura de uma franquia mediante o preenchimento de um cadastro em seu site. O interessado deve acessar o endereço virtual www.casadebolos.com.br e informar os dados para análise.
Bolo Sem Vergonha - O Bolo Sem Vergonha não funciona no formato de franquias. A loja fica na Rua São João Batista 41, em Botafogo, na Zona Sul. O bolo inglês custa R$ 12. Os tradicionais, de R$ 19 a R$ 50.
Fonte: Extra
Tags: Bolos da vó alzira, Franquias
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
consumo economia ecommerce comércio franquias natal veículos inadimplência faturamento supermercados indústria preços ipi comércio eletrônico vendas são paulo crédito shoppings varejo e-commerce

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront