Sexta-feira, 04 de Março de 2016
Consumo das famílias cai 4% em 2015 e tem a maior queda desde 1996 Consumo das famílias cai 4% em 2015 e tem a maior queda desde 1996
O consumo das famílias, assim como a economia brasileira - medida pelo Produto Interno Bruto - teve desempenho negativo em 2015, em comparação com o ano de 2014. O indicador caiu 4% no ano e, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esta é a maior queda desde o início da série histórica do PIB, em 1996.

"No ano anterior tinha tido alta, e aí foi um conjunto de efeitos. A gente está com inflação mais alta, está com juros mais altos também, crédito caindo em termos reais, a gente está com deterioração do indicador de emprego e renda, então, tudo isso afeta negativamente o consumo das famílias. E tem a desvalorização cambial, mas aí reflete no preço, na inflação, porque as famílias também consomem produtos importados", analisou Rebeca Palis, coordenadora de contas nacionais do IBGE.

A coordenadora ressaltou que a queda do consumo das famílias tem peso muito relevante sobre o resultado da economia como um todo no ano passado, e que a contração reflete uma mudança em relação ao anos anteriores.

"A gente já viu que em 2014 o consumo das famílias tinha desacelerado bastante, não era igual a um tempo atrás, que estava na faixa de 4,5, 6 [%], tinha recuado bastante, mas continuava sendo positivo, e agora em 2015 não. A gente teve uma queda de 4%, e isso é bastante relevante dentro desse quadro da conjuntura econômica que o país está atravessando hoje", completou.

No quarto trimestre de 2015, em relação ao mesmo período do ano anterior, o resultado do consumo das famílias foi ainda pior, caiu 6,8%. Segundo o IBGE, esta foi a quarta queda consecutiva do indicador.

“O consumo das famílias, apesar do movimento que existia na [indústria] transformação, de altas e baixas, a gente vinha registrando constantemente crescimento no consumo das famílias. Agora, o cenário é de queda de todos os componentes do cenário interno, e não só dos investimentos, mas também o consumo das famílias e também do consumo do governo”, concluiu.

PIB cai 3,8% em 2015

As expectativas se confirmaram, e a economia brasileira fechou 2015 em queda. A retração, de 3,8% em relação a 2014, foi a maior da série histórica atual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em 1996. Considerando a série anterior, o desempenho é o pior desde 1990, quando o recuo chegou a 4,3%.

Em valores correntes, o Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB) chegou a R$ 5,9 trilhões, e o PIB per capita ficou em R$ 28.876 em 2015 – uma redução de 4,6% diante de 2014.

“Essa taxa de -3,8% é a menor dessa série, desde 1996. Olhando essa série mais antiga, em 1990, tinha sido -4,3%. Então, essa taxa [de -3,8%] é a menor desde 1990. Olhando uma perceptiva mais ampla, é a maior queda desde 1990”, analisou Rebeca de La Rocque Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE.

4º trimestre

No quarto trimestre, o PIB recuou 5,9% frente ao mesmo período de 2014, indicando o pior desempenho desde o início da série histórica iniciada em 1996. Nessa base de comparação, a agropecuária cresceu 0,6% e a indústria sofreu queda de 8%.

Já em relação ao terceiro trimestre, a queda foi menor, de 1,4%, puxada pelas retrações da indústria (-1,4%) e de serviços (-1,4%). O resultado não foi ainda pior porque a agropecuária cresceu 2,9%.
Fonte: G1
Tags: Consumo, Ibge
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
ecommerce shoppings varejo comércio comércio eletrônico são paulo ipi inadimplência veículos preços e-commerce indústria franquias consumo supermercados faturamento economia natal crédito vendas

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront