Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2016
Analytics e mobile são prioridades para a Netshoes em 2016 Analytics e mobile são prioridades para a Netshoes em 2016
Melhorar a experiência do cliente. Esse conceito está na ordem do dia para os milhares de varejistas espalhados pelo Brasil, que todos os dias acordam cedo e se perguntam: como posso entregar ao meu consumidor o que ele quer, na hora certa e da maneira que ele deseja ser atendido? Para o Grupo Netshoes, as tecnologias móveis e analíticas pontuam essa resposta.

“Nossa base tecnológica está pronta e esse ano vamos aprofundar o conhecimento e manuseio dos dados coletados para que os insights gerados possam nos ajudar a entregar essa experiência para o cliente”, diz o diretor de Produtos do Grupo Netshoes, Fernando Zanatta. “Para fazer uma análise mais profunda, temos que cruzar toda informação e isso é complexo, leva tempo e exige muito poder computacional. Hoje, podemos dizer que já chegamos neste patamar”, acrescenta Zanatta.

Em 2016, a varejista prevê um investimento 20% maior se comparado a 2015 para as tecnologias de big data, softwares analíticos e tecnologias móveis. Mesmo com a política de manter a maior parte da TI dentro de casa, o Grupo Netshoes usa uma ferramenta de big data do mercado com recursos de modelos preditivos. Já o capital humano é desenvolvido internamente. Hoje, 14 profissionais de TI e Marketing fazem parte dos analistas de dados que geram os insights necessários para as decisões de negócio.

A varejista online também tem grandes apostas na área da mobilidade. Durante a última Black Friday, que aconteceu no final de novembro de 2015, o acesso mobile ao e-commerce da Netshoes superou o desktop. No terceiro trimestre do ano passado, 40% de todo tráfego veio do celular e 20% das compras são fechadas no canal móvel.

“Todo nosso esforço está concentrado em levar a experiência de compra para as mãos do consumidor. Na própria NRF deste ano o tema mobilidade foi expandido justamente porque as pessoas estão sempre com o celular, especialmente os mais jovens, os millennials. É uma tecnologia mais barata e podemos englobar todo ecossistema de parceiros, como é o caso do aplicativo Netshoes que não consome o plano de dados do cliente devido ao acordo que fizemos com as operadoras do País. Com certeza vamos expandir muito mais em 2016”, completa Zanatta.
Fonte: Decision Report
Tags: Analytics, Mobile, Netshoes, Experiência do cliente, Varejo, Tecnologias móveis, Big data, Ecommerce
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
indústria varejo e-commerce são paulo preços comércio economia crédito natal comércio eletrônico ecommerce faturamento veículos franquias ipi vendas supermercados inadimplência shoppings consumo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront