Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2016
12 tipos de franquia que são tendência neste ano 12 tipos de franquia que são tendência neste ano
São Paulo - Abrir uma franquia é a opção escolhida por muitos que querem ter um negócio próprio neste ano. Esses empreendedores já estão começando a pesquisar sobre quais tipos de empreendimento podem ser uma tendência em 2016.

Uma vantagem de investir em negócios desse tipo - que estão na moda - é poder ativar a curiosidade natural das pessoas "Há uma tendência do ser humano em experimentar novidades, e o empreendedor pode pegar essa onda", afirma Angelina Stockler, sócia-fundadora da consultoria ba}STOCKLER.

Porém, a especialista alerta que o franqueado deve fazer a lição de casa para descobrir se esse negócio é parte de uma onda duradoura ou curta - afinal, vai cair ou não no gosto do público? "Uma coisa é a franquia que está uma alta, mas sempre existiu – isso é bom, porque é um modelo de negócio aceito pelo mercado e ele irá continuar a existir depois. Outra coisa é um modelo de negócio novo que explode. Esse caso exige muito mais cuidado, especialmente com o tempo de contrato. Comprometer-se por cinco anos, por exemplo, é um absurdo", completa Paula Menezes, consultora da +Franchising.

Para evitar problemas desse tipo com a franqueadora, é preciso conhecer muito bem o negócio, alerta Marcuz Rizzo, da Rizzo Franchise. "Uma característica dos negócios modais é que eles começam a expandir com franquias sem mesmo completarem o tempo mínimo para entender a operação, que é de dois anos". Veja como saber se a franquia é ou não uma roubada.

Outro ponto de atenção em negócios da moda é analisar se a concorrência não é demais para a quantidade de consumidores no território da sua franquia. "Isso aconteceu com o frozen yogurt, por exemplo, quando havia 72 redes de franquias desse tipo. Uma empresa vai super bem, e daí aparecem outras que vão na onda e são parecidas. Chega um ponto em que não tenho mais onde abrir minha franquia", explica Marcelo Cheto, presidente da Cherto Consultoria.

O ideal é que o futuro franqueado procure uma rede que tenha um produto ou serviço com diferenciação. Como exemplos, o especialista cita uma tecnologia difícil de replicar, um método de ensino inovador ou um tipo de comercialização especial.

Diante de todos esses cuidados, como saber quais negócios estão em alta e podem ser boas oportunidades de negócio? Confira tipos de franquia que podem bombar em 2016, segundo os especialistas ouvidos por EXAME.com.

Refeições compartilhadas com os amigos

O setor de alimentação continua sendo uma área sólida para quem quer abrir uma unidade franqueada. Porém, com a crise, os consumidores estão mais de olho na relação custo-benefício do seu futuro negócio. "As franquias que oferecem mais por menos devem conquistar mais clientes, ainda que todas tendam a crescer", diz Cherto.

Uma tendência, segundo o especialista, é a de negócios que oferecem pratos que podem ser divididos entre os amigos. "Essas refeições grandes viram um ato social, algo divertido. Esse é um ano em que as pessoas não podem mais gastar com lazer, então esse combo de atividades será interessante. Elas precisam segurar o consumo, por consequência, os empreendimentos terão de ser mais criativos."

Batatas no cone

Ainda falando sobre alimentação e custo-benefício, as franquias que apostam em alimentos práticos e de custo reduzido poderão se dar bem em 2016. Outro ponto positivo é que elas costumam apresentar um investimento inicial baixo para o franqueado, o que é essencial em um período em que não há muita poupança de recursos.

Um exemplo que se encaixa nessa categoria, afirma Angelina, são as batatas belgas, fritas e servidas dento de um cone. "É um produto que o brasileiro ama e é bem simples. A franquia é de baixo custo e de baixa manutenção também, já que é de produto único."

Churros

Outro tipo de franquia que também se encaixa na categoria de possuir um produto único, simples e amado pelos brasileiros é o de churros. Assim como no caso das batatas belgas, esse tipo de negócio apresenta um investimento inicial baixo para o futuro franqueado.

"Esse não é um momento de assumir riscos. É bom apostar em um alimento com gosto consolidado entre os brasileiros, porque isso gera um custo menor de divulgação e marketing", explica Angelina.

Comida prática

A comida prática é uma ideia de negócio perfeita para a recessão: facilita a vida do cliente e é mais barata, em comparação com idas a restaurantes.

Essa troca é apenas um exemplo de que negócios relacionados à mudança do padrão de vida dos brasileiros podem trazer sucesso e permanecer no mercado por muito tempo, diz Paula. "As franquias de comida pronta, por exemplo, são algo de que precisamos, porque não há mais uma empregada doméstica que cozinha todos os dias e também não há tempo suficiente para preparar todas as refeições."

Outro tipo de franquia de comida prática que se beneficia da mudança de padrão de vida é a de delivery. "Aspectos como trânsito, segurança e redução de gastos devem forçar o consumo em casa. Isso é verdade especialmente em serviços de alimentação, como as pizzas", afirma Rizzo.

Serviços para a casa

Ainda falando sobre mudanças no padrão de vida, os custos crescentes para ter um empregado doméstico (e os riscos trabalhistas nas contratações sem registros) podem fazer com que as pessoas optem por franquias que oferecem um serviço similar, mas com menos encargos.

Por isso, serviços para residências e escritórios comerciais, como limpeza e conservação, poderão ser uma tendência neste ano. Isso é especialmente verdade em relação à limpeza doméstica, explica Rizzo. O custo de um empregado doméstico pesa ainda mais no bolso de uma família do que de uma grande empresa, que pode negociar condições melhores pela quantidade de contratados.

Cuidados para idosos

A dificuldade de conseguir um bom atendimento de saúde através de planos de saúde e hospitais deve impulsionar, cada vez mais, a contratação de cuidadores que atendem na residência de quem precisa do serviço - como os idosos.

Por isso, franquias que agenciem esse tipo de cuidado podem aproveitar as deficiências vistas nessa área da saúde, afirma Rizzo. Para o consultor, o envelhecimento natural da população brasileira e o forte aumento dos custos trabalhistas também estimulam esse tipo de franquia.

Lembrando que cuidados com a saúde, especialmente para a população idosa, já foram descritos como uma ideia de negócio que resiste a qualquer crise.

Pet shops

A preocupação com os bichinhos de estimação é uma constante - mesmo com a crise econômica. Porém, uma tendência especial para este ano é democratizar o atendimento, diz Angelina.

Sendo assim, uma grande promessa dentro desse setor já seguro são os pet shops móveis, que podem levar seus produtos e serviços para diversos locais.

Além disso, segundo Paula, o setor também se beneficia da constante falta de tempo dos brasileiros. "As pessoas não têm mais tempo para lavar o cachorro ou para levar para caminhar, então a tendência é que esses serviços sejam terceirizados", afirma a consultora.

Beleza feminina

Você já ouviu falar no "efeito batom"? Esse fenômeno econômico mostra que, em épocas de recessão, as pessoas costumam gastar mais em cuidados pessoais. "Você tende a querer se cuidar, mesmo numa situação muito ruim, como uma forma de compensação pessoal", explica Cherto.

Isso, segundo o consultor, pode ser um indicativo de que negócios que lidam com a vaidade podem se dar bem neste ano. Por exemplo, franquias de salões de cabeleireiro, clínicas de estética e lojas de cosméticos. Este último, inclusive, faz parte da lista de ideias de negócio que resistem a qualquer crise e também é indicado como um negócio perfeito para momentos de recessão.

Paula também ressalta as franquias que cuidam dos cílios e das sobrancelhas. "Antigamente, as pessoas não davam tanta atenção ao cuidado com essas partes do corpo. A mídia destacou essa tendência e, hoje, as pessoas se sentem mal ao fazer a sobrancelha ou os cílios de qualquer jeito. Assim, elas procuram serviços especializados."

Barbearias

O efeito batom também pode explicar que os serviços de vaidade voltados aos homens estejam sentindo menos os efeitos da crise do que outros setores, assim como acontece com os serviços de beleza feminina.

Segundo Angelina, um exemplo de negócio que faz sucesso dentro desse setor são as barbearias. Esse tipo de franquia combina serviços comuns de salões com outros produtos com valor agregado - por exemplo, um copo de cerveja para acompanhar o corte de cabelo.

Odontologia e tratamentos dentários

Ainda falando sobre beleza e cuidados pessoais, as franquias de odontologia e tratamentos dentários serão uma tendência neste ano, diz Angelina.

Esse tipo de negócio, assim como as franquias de cuidados femininos e masculinos, aliam o setor de serviços com a preocupação com cuidados pessoais e saúde. Há novas franquias surgindo no ramo, indica a consultora.

Educação profissionalizante

Época de crise econômica também é sinônimo de demissão em diversos setores. Por isso, as franquias de educação voltadas para a profissionalização dos alunos podem ser uma tendência em 2016, afirma Cherto.

Segundo o especialista, as pessoas buscam nesse momento mais qualificação, com o objetivo de aumentar sua empregabilidade e poder se recolocar no mercado de trabalho.

Assistência, manutenção e reparos

Em época de crise, as pessoas procuram economizar. As franquias que investem em assistência, reparos e manutenção devem ter forte procura por parte dos consumidores, que preferem reformar o que já possuem a gastar além do possível em um produto novo. As oficinas, por exemplo, são uma ideia de negócio que resiste a qualquer crise.

Segundo Rizzo, as franquias de serviço, de modo geral, são uma boa pedida para o ano, inclusive para os candidatos a franqueados que procuram uma nova oportunidade após perderem o emprego anterior. Elas costumam ter um investimento inicial menor do que empreendimentos na indústria e no comércio, por exemplo.
Fonte: Exame
Tags: Franquias, Tendências, Dicas de franquias, Franchising, Empreendedorismo
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
são paulo varejo inadimplência crédito comércio supermercados faturamento economia ecommerce consumo vendas veículos e-commerce indústria comércio eletrônico natal franquias ipi preços shoppings

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront