Quinta-feira, 07 de Janeiro de 2016
Vendas de Natal caíram 7,3% em SC em 2015, aponta pesquisa Vendas de Natal caíram 7,3% em SC em 2015, aponta pesquisa
O faturamento do comércio varejista em Santa Catarina nas vendas de Natal diminui 7,3%, se comparado ao mesmo período de 2014, segundo uma pesquisa feita pela Fecomércio-SC, divulgada nesta terça-feira (5).

Apesar de o gasto médio por compra ter aumentado de R$ 189,40 para R$ 198,56, a queda nas vendas é reflexo do menor consumo das classes com renda mais baixa.

Blumenau foi a cidade que teve a maior queda do faturamento,14,7%. Já os comerciantes de Chapecó tiveram uma queda na receita de 0,5% em relação às vendas de Natal de 2014. Não houve uma cidade pesquisada com resultado positivo.

“Apesar do crescimento no valor das vendas, as persistentes pressões inflacionárias, o aumento das restrições ao crédito - fruto do aumento dos juros e da desaceleração da renda, impactaram no gasto médio deste ano, em termos reais chegando a -5,6% em relação a 2014, com a inflação acumulada no período de 10,4%”, explica o presidente da Fecomércio-SC, Bruno Breithaupt.

Causas

Os motivos da redução do faturamento são a retração da economia verificada em 2015, de acordo com a entidade. Ao longo do período, a economia diminuiu o acesso ao crédito, que é o grande impulsor das vendas do comércio. Em Santa Catarina, foi dificultado, devido aos juros altos e ainda à perda na qualidade do emprego, o que torna o consumidor mais cauteloso em suas decisões de consumo.

Entretanto, mesmo com o menor ritmo de crescimento anual, o Natal continua sendo uma data fundamental para o comércio. "O crescimento do faturamento em relação aos meses comuns do ano foi de expressivo 9,3%, demonstrando o tamanho do incremento das vendas trazida pela data ”, afirma Breithaupt.

Os impactos no mercado de trabalho foram de 30,1%, com as contratações do mercado varejista, percentual inferior ao de 2014, quando foi de 37,2%.

Formas de pagar

Na hora do pagamento, 70,2% dos catarinenses optaram por pagar à vista. Dentro desse tipo de pagamento o cartão de crédito representou 28,4%, o cartão de débito 23,6% e o pagamento em dinheiro 18,2%. Na compra parcelada, o cartão de crédito liderou com 22,1%.

No geral, o pagamento com cartão de crédito e débito chegou a 74,1%. Também chama a atenção, o número de consumidores que optaram por pagar suas contas nas diversas modalidades de crédito- cartões de crédito, à vista ou parcelado e crediário ( 57,5%).

De acordo com 40,5% dos estabelecimentos comerciais consultados para o levantamento, a pesquisa de preços feita pelos consumidores foi considerada alta
Fonte: G1 SC
Tags: Blumenau, Chapecó, Vendas, Natal, Santa catarina, Comércio
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
natal crédito supermercados são paulo preços shoppings consumo inadimplência ipi veículos varejo faturamento economia e-commerce comércio comércio eletrônico vendas ecommerce franquias indústria

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront