Quinta-feira, 15 de Outubro de 2015
Queda nas vendas do varejo em agosto é a maior desde 2000, diz IBGE Queda nas vendas do varejo em agosto é a maior desde 2000, diz IBGE
As vendas do comércio varejista restrito caíram 0,9% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal, informou na manhã desta quarta-feira (14/10) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com agosto do ano passado, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram queda de 6,9% em agosto deste ano.

Nesse confronto, as projeções variavam entre recuo de 3,00% e queda de 6,60%, com mediana negativa de 5,70%. Até agosto passado, as vendas do varejo restrito acumulam queda de 3,0% no ano e recuo de 1,5% nos últimos 12 meses. Já as vendas do varejo ampliado, que incluem as atividades de material de construção e de veículos, caíram 2,0% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal, afirma o IBGE.

Na comparação com agosto do ano passado, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram queda de 9,6% em agosto deste ano. Nesse confronto, as projeções variavam entre queda de 10,10% e recuo de 6,80%, com mediana negativa de 8,40%. Até agosto, as vendas do comércio varejista ampliado acumulam queda de 6,9% no ano e recuo de 5,2% nos últimos 12 meses.

A maior desde 2000

A queda de 0,9% nas vendas do varejo em agosto ante julho foi a maior para o mês desde 2000, informou o IBGE. Naquele ano, o recuo nas vendas no oitavo mês foi de 1,0% em relação a julho. Já no confronto interanual, a redução de 6,9% nas vendas foi a pior para o mês de toda a série da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), iniciada em 2000 e com dados a partir de 2001 para este confronto.

No varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, o recuo de 2,0% nas vendas em agosto ante julho foi o mais intenso para o mês desde 2008, quando também houve retração de 2,0%. Esses dois resultados, por sua vez, são os piores da série, iniciada em 2003. Já no confronto com agosto de 2014, a queda de 9,6% nas vendas do varejo ampliado foi a maior da série, que tem dados desde 2004 nesta base de comparação.

Setores

A queda de 0,9% nas vendas do varejo em agosto ante julho foi acompanhada por seis dos oito setores investigados pelo IBGE. O segmento de móveis e eletrodomésticos marcou um dos piores resultados do período, com recuo de 2,0% nas vendas. O setor de combustíveis e lubrificantes, por sua vez, registrou retração de 1,3% no volume de vendas em agosto ante julho. Também tiveram quedas os setores de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,1%), tecidos, vestuário e calçados (-1,7%), livros, jornais, revistas e papelaria (-2,6%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,2%). As únicas altas nas vendas na passagem de julho para agosto vieram de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (0,6%) e de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (1,0%).

Quando considerado o varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, a queda de 2,0% em agosto ante julho teve como destaque a retração de 5,2% nas vendas de veículos no período. O setor de material de construção, por sua vez, registrou perda de 2,3% nesta base de comparação.

Média trimestral

O índice de média móvel trimestral das vendas do comércio varejista restrito caiu 1,1% no trimestre encerrado em agosto em comparação aos três meses até julho. No varejo ampliado, o índice de média móvel trimestral das vendas recuou 0,8% no mesmo período.

Revisões

O IBGE revisou o resultado das vendas do varejo restrito em julho ante junho. O índice caiu 1,6%, mais do que a queda de 1,0% apurada inicialmente. Além disso, o recuo de 0,5% junho ante maio foi revisado para uma queda de 0,6%, enquanto o resultado de maio ante abril foi modificado de -0,9% para -1,0%. Já no varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, as vendas em julho ante junho foram revisadas para alta de 0,5%, ante aumento de 0,6% na leitura inicial. Em junho ante maio, a queda de 0,7% foi revisada para recuo de 1,0%.
Fonte: Época Negócios
Tags: Vendas, Varejo, Ibge, Comércio
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
supermercados shoppings comércio eletrônico faturamento franquias varejo ecommerce são paulo indústria veículos preços crédito consumo vendas economia ipi natal inadimplência e-commerce comércio

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront