Quinta-feira, 10 de Setembro de 2015
Confiança do empresário do varejo de SP tem menor nível desde 2011 Confiança do empresário do varejo de SP tem menor nível desde 2011
Pelo 9º mês consecutivo, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio em São Paulo registrou queda, ao passar de 77,5 em julho para 73,9 pontos em agosto (-4,6%) e atingiu, assim, o menor nível da série histórica iniciada em março de 2011.

O índice varia de 0 (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total) e é apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

De acordo com a FecomercioSP, há um desalento generalizado com o ritmo das vendas, com expectativas cada vez mais baixas, e o cenário se degradando mais rápido do que se imaginava, sem contar a maior cautela por parte dos consumidores de assumir novas dívidas e renovar empréstimos.

Com isso, os empresários colocaram o pé no freio em investimentos e contratações. Para a entidade, é muito baixa a probabilidade de reversão do cenário econômico a médio prazo, o que pode impactar ainda mais no sentimento de insatisfação dos empresários.

A confiança dos empresários do setor de não duráveis - que incluem as atividades de supermercados, farmácias e perfumarias - atingiu 69,6 pontos em agosto, queda de 6,2% na comparação mensal e 29,3% na comparação anual. No setor de semiduráveis (vestuário principalmente), o indicador registrou 80 pontos (retrações de 8,2% e 22,9%), enquanto no setor de duráveis (móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e veículos) o índice atingiu 73,8 pontos (-1,4% e -22,2% nas comparações mensal e anual, respectivamente).

Quesitos

Os três quesitos que compõem o indicador registraram queda. O Índice das Condições Atuais do Empresário do Comércio apresentou retração de 4,9% em relação ao mês anterior e atingiu 36,7 pontos, ante 38,6 em julho, o que remete a uma percepção cada vez mais pessimista com relação ao atual momento econômico.

O Índice de Expectativa do Empresário do Comércio registrou queda de 3,6% em relação a julho e passou de 118,6 pontos para 114,3 em agosto, enquanto o Índice de Investimento do Empresário do Comércio foi o que mais contribuiu para a variação negativa do indicador: recuou 6,1% em relação ao mês anterior e atingiu 70,7 pontos.

Por porte

A desconfiança nas condições econômicas tem sido semelhante entre grandes e pequenos empresários. A variação do índice de confiança para as empresas com mais de 50 funcionários (grandes) apresentou queda mais significativa, de 29,7% em relação a agosto de 2014. Na comparação mensal, passou de 82,4 pontos em julho para 78,4 em agosto.

Já para as empresas com até 50 empregados, a queda anual foi de 24,7% (73,8 pontos em agosto, ante 98 pontos em agosto do ano passado). Na comparação mensal, a queda foi de 4,6%.
Fonte: G1
Tags: Confiança, Empresário, Varejo, São paulo, Comércio, Fecomercio sp
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
consumo vendas preços são paulo e-commerce comércio faturamento inadimplência varejo crédito franquias ipi natal ecommerce shoppings indústria veículos comércio eletrônico economia supermercados

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront