Terça-feira, 21 de Julho de 2015
Dicas para o Varejo se proteger de ciberataques Dicas para o Varejo se proteger de ciberataques
A confiança do consumidor está relacionada diretamente com a credibilidade da sua loja. O cliente precisa se sentir confortável para efetuar qualquer tipo de compra, seja ela no ambiente físico ou online, mas é claro que no universo virtual a exigência do e-consumidor é muito maior, afinal com o aumento dos hackers cresce também o risco de roubo de dados. Por isso, quanto mais o ambiente for seguro, maior será seu retorno financeiro, além de cumprir os pré-requisitos para uma loja virtual que condiz com as normas exigidas para um bom funcionamento.

Existem diversos meios de se prevenir e tornar o seu site mais seguro e confiável. Para contribuir com isso, Fernanda Quintero, do Site Blindado, selecionou quatro dicas importantes para que o seu varejo esteja protegido dos ataques virtuais. Afinal, o que não falta são hackers!

Atualize seus servidores

As principais causas das vulnerabilidades de IP é a falta de atualização do servidor e patches de segurança. Essas atualizações corrigem os erros que geram vulnerabilidades, por isso a importância desse procedimento.

Tenha um Selo de Segurança

É importante ter um bom certificado digital (SSL), pois ele será responsável por criptografar e proteger todas as informações fornecidas no website (ele embaralha as informações). Não permite que uma pessoa mal intencionada mesmo que tenha acesso aos dados, consiga lê-los. É obrigatório em todos os sites que tiverem captura de dados (formulários de contato, login e senha) ou que realizam transações online. É segurança tanto para o dono do varejo online quanto para o cliente.

Faça testes manuais

Esses têm a função de detectar as falhas de segurança do seu site simulando um ataque virtual, ou seja, o especialista realiza testes simulando uma invasão para procurar falhas e vulnerabilidades. . Após o teste, ele analisa as falhas e sugere correções. Essa modalidade de teste é mais profunda e por simular um hacker consegue verificar alguns pontos que normalmente são muito visados.

Tenha gestão de vulnerabilidades

Além do SSL, existem outros serviços de segurança no mercado como é o caso da Bliindagem de Sites, através de diversos scans, consegue fazer o monitoramento e apontar quais são as brechas de segurança e vulnerabilidades do site – através dessas brechas pessoas mal-intecionadas podem fazer alterações em textos ou até mesmo banners da página. A empresa fornece um relatório com as vulnerabilidades e melhores maneiras de corrigi-las, depois de corrigido, o site pode passar a exibir o selo de segurança, proporcionando maior segurança para o consumidor final.

Princípios de segurança são fundamentais para se manter um comércio eletrônico, é necessário, portanto entender os problemas para que possa pensar e entender as soluções. Essas são algumas dicas básicas para se falar e entender sobre o assunto.
Fonte: Decision Report
Tags: Dicas, Varejo, Proteção, Ciberataques, Ecommerce, Hackers, Ataques virtuais
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
comércio eletrônico natal ecommerce indústria são paulo faturamento vendas varejo inadimplência e-commerce shoppings franquias crédito preços comércio economia veículos supermercados ipi consumo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront