Quinta-feira, 02 de Abril de 2015
Mesmo em ano de crise, são boas as expectativas para o setor de e-commerce em 2015 "Mesmo em ano de crise, são boas as expectativas para o setor de e-commerce em 2015"
Segundo relatórios do setor, o e-commerce brasileiro faturou R$ 35,8 bilhões em 2014, o que representa um crescimento de 24%, em relação ao ano anterior. Dentre as categorias com maior crescimento ficaram na frente, moda e acessórios, seguida de cosméticos e perfumaria/cuidados pessoais/saúde, eletrodomésticos, telefonia e celular, e livros/assinaturas e revistas, nesta ordem.

As vendas no comércio eletrônico em 2014 no Brasil, mantiveram a ascensão e atingiram um resultado além do esperado e para 2015, a E-bit prevê que o e-commerce termine o ano com um faturamento de R$ 43 bilhões, 20% maior que o ano anterior.

Mesmo com dados tão animadores, muitas empresas ainda têm resistência quando se trata de iniciar as vendas pela internet, principalmente pela falta de conhecimento e experiência para gerir uma operação no ambiente virtual.

Uma das primeiras dúvidas que os lojistas encontram, diz respeito a escolha da plataforma, já que hoje existem tantas opções disponíveis no mercado. Escolher uma plataforma adequada ao orçamento e tamanho da operação será um fator decisivo para aproveitar todo potencial do comércio eletrônico.

Segundo Eduardo Serra, CEO da Dual Store, que já foi sócio e gestor de algumas lojas virtuais, a maior dificuldade encontrada enquanto lojista era conseguir trabalhar com uma plataforma que entendesse não apenas de uma solução (plataforma) específica, mas sim, que tivesse uma visão geral do negócio em questão. Para ele, não basta o lojista contratar uma plataforma que disponibilize uma mesma ferramenta para todos os clientes, é necessário que a solução seja adequada as necessidades de cada tipo de negócio.

Depois de muitas dificuldades com várias plataformas, que em sua maioria eram engessadas e apresentavam “mais do mesmo” surgiu a necessidade da criação de uma plataforma própria, e assim nasceu a Dual Store (www.dualstore.com.br), dentro de uma operação de e-commerce, entendendo do que o lojista precisa.

De acordo com Eduardo, por entender as dificuldades de uma operação de e-commerce, hoje o time da Dual Store é totalmente dedicado aos resultados de cada cliente, desde a criação, desenvolvimento e entrega do projeto, tudo é planejado exatamente como se o e-commerce fosse deles e ele completa: “Temos paixão por resultados e parcerias de longo prazo, exatamente o que precisávamos e não encontrávamos no mercado! A satisfação dos nossos clientes é a nossa meta, por isso, sonhamos com o projeto para que ele seja atendido por completo, afinal, não queremos mais clientes, queremos cases de sucesso!”, conclui.
Fonte: R7 Notícias
Tags: E-commerce, Crise econômica
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
faturamento vendas ipi preços franquias veículos comércio supermercados crédito são paulo comércio eletrônico e-commerce indústria shoppings inadimplência economia varejo natal consumo ecommerce

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront