Quarta-feira, 04 de Março de 2015
3 dicas para reajustar os preços dos produtos e aumentar a rentabilidade de seu e-commerce 3 dicas para reajustar os preços dos produtos e aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
São Paulo, fevereiro de 2015 – Não há como negar: o comércio eletrônico é um dos setores mais promissores no Brasil no momento. Em 2014, o e-commerce brasileiro terminou o ano com faturamento de R$ 35, 8 bilhões, segundo levantamento da E-bit. Mas apesar do cenário propício, ter uma loja virtual requer também um processo constante de inteligência para tornar seus preços mais competitivos em relação à concorrência.

Como explica Jefferson Costa, gerente de Market Intelligence da SIEVE, líder em inteligência de preços e sortimento no e-commerce brasileiro, uma ferramenta adequada pode facilitar o processo de reposicionamento de valores.

“Um e-commerce ou marca pode aumentar ou diminuir os preços de seus produtos tanto para alavancar sua rentabilidade ou conversão. Tanto para grande e-commerces ou fabricantes, quanto para os menores, a indicação é procurar por ferramentas como o Sieve Product e o Sieve Brand, que por meio de algoritmos sofisticados, fornecem análises de elasticidade de preços, identificam quais concorrentes impactam na sua venda e eliminam a possibilidade de erro humano”, explica Costa.

Confira abaixo, 3 dicas para reajustar os valores de seu e-commerce e aumentar sua rentabilidade, elaboradas por Costa:

1. Explore as lacunas deixadas pelo concorrente

“Geralmente, os sites procuram aumentar sua rentabilidade subindo o preço dos produtos que estão muito mais baratos do que a concorrência e mesmo assim, mantendo-os mais baixos em relação aos outros e-commerces. No entanto, outra forma de otimizar a rentabilidade é reposicionar os preços dos produtos de acordo com a indisponibilidade dos itens nos concorrentes. Essa estratégia é ainda mais rica em determinadas crises ou sazonalidades”.

2. Ao aumentar um preço, opte pelos produtos mais visitados

“Se for aumentar o preço de produtos exclusivos da sua loja, não faça o processo para todos os itens com oportunidade de otimização. Foque nos produtos mais visitados em um período determinado, como os últimos 7 dias. Isso concede relevância ao seu reposicionamento”.

3. Analise diariamente seu reposicionamento

“Ao fazer um reajuste e analisar as vendas e conversões de um produto, é possível se deparar com algum impacto negativo. No entanto, se ele significar menos vendas, pode ser na verdade, um sinal de um faturamento maior. Por exemplo: Se o preço de um item era R$ 150 e foi reposicionado para R$ 170, mas, ele vendia 100 peças antes da otimização e passou a vender 95 após o ajuste, no final, apesar de parecer vender menos unidades, o faturamento passará de R$ 15 mil para R$ 16.150, isto é, um incremento de 7,7%. Por conta disso, é preciso uma análise cuidadosa diária para saber se vale ou não a pena manter o reposicionamento".

Sobre a Sieve

A Sieve é pioneira e líder em inteligência de preços e sortimento no e-commerce brasileiro, ajudando varejistas e fabricantes a melhorarem vendas, conversão, margens e sortimento, com tecnologia de ponta e um time apaixonado pelo que faz. Atende clientes como B2W, Novapontocom, Walmart, BebeStore, Whirlpool, Michelin, Sony, Kimberly-Clark e Sanofi. Venceu o Prêmio E-Commerce Brasil 2013 na categoria Inovação e faz parte do Instituto Endeavor de Empreendedorismo. Conquistou reconhecimento pela inovação e capacidade de capturar dados em alta precisão, criando análises em interfaces ágeis e seguras. Hoje monitora mais de 8.000 lojas virtuais e mais de 4 milhões de produtos, 24 horas por dia, e trabalha para que seus clientes atinjam novos patamares de produtividade, competitividade e economia de tempo.
Fonte: Divulgação
Tags: Dicas, Reajuste, Preço, Ecommerce, Rentabilidade, Comércio eletrônico, Loja virtual
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
economia comércio eletrônico varejo e-commerce ecommerce supermercados natal shoppings comércio são paulo franquias consumo indústria faturamento ipi vendas veículos preços inadimplência crédito

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront