4 passos para sair da sua zona de conforto 4 passos para sair da sua zona de conforto
Por Elisabete Miranda

Você já ouviu falar que o crescimento pessoal só acontece fora da nossa zona de conforto? Isso é a mais pura verdade! Todos nós temos uma área em que nos sentimos seguros física e emocionalmente. Uma das características mais comuns entre empreendedores de sucesso são a capacidade e a determinação de sair de sua zona de conforto e ampliar os seus limites constantemente. 

É claro que não há nada errado com as pessoas se sentirem felizes na sua zona de conforto. Isso é uma opção. Agora, se você quer se desenvolver pessoal e profissionalmente, aprender e fazer coisas novas é essencial. Assumir riscos e ousar é inevitável para o crescimento do seu negócio. Não estou sugerindo que se assumam riscos irresponsáveis, mas aproveitar as oportunidades e arriscar de maneira calculada é fundamental para construir um negócio bem-sucedido. 

Eu me considero privilegiada porque a minha filha tem uma empresa de treinamento que ensina as pessoas a sair da sua zona de conforto. Eu, como boa aluna, tenho praticado muito. Mesmo assim, devo confessar que nem sempre é fácil. Por exemplo: no momento, estou participando de uma concorrência pública aqui nos Estados Unidos cujo valor de contrato é aproximadamente o faturamento anual da minha empresa. Depois de muita análise, ansiedade e insônia, resolvi encarar o medo e ir em frente – esticando a minha zona de conforto. Afinal, se, entre os negócios listados na Inc 5000, o rol das empresas que mais crescem nos Estados Unidos, a média anual de crescimento é de 172%, dobrar o faturamento não é tanto risco assim.

Existem alguns sinais que ajudam a identificar que a sua zona de conforto pode estar atrapalhando. Aqui estão alguns deles:

• Autocrítica exagerada
• Estresse excessivo
• Falta de motivaçao
• Ansiedade
• Desculpas constantes
• Um negócio estagnado ou em declínio

Caso alguns desses sinais sejam uma constante na sua vida e você esteja decidido a crescer, está na hora de sair conscientemente da sua zona de conforto. Algumas dicas para ajudar nesse processo:

1. Não se preocupe com o que os outros vão pensar

É impressionante o quanto isso afeta a maioria das pessoas. Pesquisas nos Estados Unidos apontam que falar em público ocupa o primeiro lugar na lista dos maiores medos dos americanos. Pasme: é maior do que o medo de morrer ou de ficar doente. Mas isso não é nada mais do que a preocupação com o que vão pensar de nós. Considere o seguinte: se esse é o principal medo do ser humano, quer dizer que isso é normal. Não há por que ter receio. Uma boa dica é enfrentar os seus medos começando pelos menores e partir para os maiores à medida que se sentir mais seguro.

2. Faça parcerias

Li um artigo que falava que existem algumas coisas que simplesmente não são destinadas a serem feitas sozinhas. O exemplo era o de uma mulher que, havia mais de dois anos, sonhava apresentar uma palestra na associação a que ela pertencia. Até que lhe sugeriram encontrar uma parceira para fazer a palestra com ela. Ela seguiu o conselho, encontrou alguém em uma semana e, depois de trabalharem animadamente, a apresentação foi feita com muito sucesso.  Em alguns casos, trabalhar em conjunto não só é muito mais divertido como também faz com que você se sinta mais seguro.

3. Confie e aceite

A zona de conforto é um espaço muito previsível, e você geralmente sabe o que vai acontecer nela. O medo do desconhecido poderá mantê-lo preso para sempre. Uma boa sugestão é não criar expectativas e aceitar os resultados de suas ações. Assumir riscos calculados e arriscar somente aquilo que você pode perder é uma boa saída. Não há necessidade de entrar de cabeça e arriscar a perder tudo. Por exemplo: caso esteja planejando lançar um produto ou serviço, não assuma compromissos em grande escala antes de testar o mercado. Comece pequeno pois, caso não tenha os resultados esperados, a perda poderá ser encarada como lição para aperfeiçoar o produto ou serviço ou a forma como eles são oferecidos. Sem grandes expectativas, você se sentirá mais seguro para arriscar.

4. Vizualize o sucesso

O pensamento positivo tem um poder imenso. Se ficar pensando que pode não dar certo, não haverá como não aumentar a sua insegurança e, consequentemente, o medo. Passar alguns minutos por dia visualizando o sucesso fará com que você fique muito mais disposto a assumir os riscos associados. Isso funciona seja nos negócios, seja na sua vida pessoal. O poder da mente é surpreendente.

Para concluir, se você nunca sai da sua zona de conforto, está sabotando as suas chances de sucesso e de uma vida mais feliz. Não tenha medo de experimentar coisas novas em nenhum aspecto da sua vida. Você vai descobrir que tem muito mais capacidade e coragem do que pensava. E, ao enfrentar cada desafio, você terá pela frente uma vida muito mais excitante e gratificante. Ponha isso em prática! Você não tem nada a perder – e tudo a ganhar.

Elisabete Miranda é administradora de empresas e dona da CQ fluency.

Fonte: Revista PEGN
Tags: Zona de conforto, Dicas para o sucesso
06/03/2017 - 30 frases de motivação para sua semana ser incrível
02/01/2017 - Para quem você trabalha?
13/02/2017 - A diferença dos diferentes
28/11/2016 - Copo de água
20/02/2017 - A atitude é tudo - ou nada!
16/01/2017 - Qual é o seu legado?
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
vida atitude desafios sonhos felicidade objetivos dicas motivação oportunidades iniciativa empreendedorismo aprendizado sucesso otimismo mudança determinação reflexão liderança hábitos atitudes

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront