Vender dor, não. Vendedor, sim. Vender dor, não. Vendedor, sim.
Por Roberto Vieira Ribeiro

Que todos vendemos alguma coisa não é novidade. O que questiono, é se você vende dor ou se é vendedor. Provavelmente, a princípio, alguns não perceberão a sutil diferença entre os vocábulos. Entretanto, o significado deles é tão semelhante quanto vinagre e vinho. Se, duvida experimente, ambos. É de amargar.

Foi este o gosto que senti quando ouvi de um supervisor, depois outro, e outros mais, que seus vendedores não podiam retornar tão cedo as mesmas áreas de venda. E mais, tinham que sumir dali o quanto antes após tirar o pedido. Este é um típico exemplo de vender dor. Os argumentos de venda incluíam mentiras e alta pressão psicológica. Com o fechamento sendo arrancado a fórceps. Por conseqüência, quando a vítima restabelecia o senso crítico, sofria os efeitos emocionais e práticos da insensatez do vender dor. Naturalmente, em boa parte dos casos, ocorria o cancelamento da venda, uma vez que não houve compra. Restando ainda a mágoa contra toda a classe de vendedores, confundidos que eram com os vender dor.

O que significa dizer que os bons pagam pelos maus, sim. E esta generalização incomoda e trás prejuízos para toda a cadeia produtiva. Na medida em que somos nós, os vendedores, que movimentamos as riquezas, comerciando-as. Mas os efeitos nocivos atingem as demais profissões também, através das suas ovelhas negras. Quer um exemplo? O que vem a sua mente quando pensa em advogados ou políticos? Certamente, tem os bons e os maus. Porém, a voz do povo acostumou-se a colocar todos eles na mesma embalagem, com um rótulo nada lisonjeiro.

Isto também ocorre com os vendedores. Aliás, nós próprios nos encarregamos de cultivar a má fama da classe. Dando a impressão que nos envergonhamos de sermos vendedores. Do contrário, porque haveria tantas palavras para nomear a mesma função? É verdade, que há casos em que determinada expressão é mais adequada ou tradicional. Mas, via de regra, o que está em jogo é o status inferior que alguns associam ao vendedor. Ser gerente de contas ou de negócios, tudo bem. Se for o equivalente em inglês, tanto melhor. Vendedor, nem em sonho! A pessoa pensa, - vai que me confundem com algum marreteiro ou picareta! Que, aliás, também são sinônimos de vender dor.

Eu sei que a esta altura, alguém pode estar querendo apertar o meu pescoço, o que é bom. Não que eu não tenha apego a ele. Há, com tenho! Mas pelo fato de que isso significa que atingi o meu objetivo inicial, que é provocar a reação dos colegas vendedores. Sabendo que os vender dor não darão importância alguma para estes fatos. Eles são imunes a valores maiores, tais como, ética, honestidade e profissionalismo. E, se você se incomodou é porque tem brios, é um vendedor.

Eu participo de uma lista na internet que reúne vários vendedores, e a pouco tempo discutimos este tema, o que me inspirou a escrever este artigo e fomentou uma idéia. Que tal, se todos os escalões de vendas incluíssem a palavra vendedor na denominação do cargo? Assim, teríamos algo como: Vendedor-Presidente, Vendedor-Diretor, Vendedor-Gerente, Vendedor-Supervisor, Vendedor-contato, Vendedor-corretor, Vendedor.

Pode ser uma bobagem a minha proposta. Perda de tempo, talvez. Possivelmente, irá tumultuar e provocar reações contrárias. Mas, deixar as coisas como estão ou agir como a avestruz e fingir que o problema não existe, será a solução? Certamente, muitos poderão ter idéias melhores. E, de minha parte, são bem-vindas, porque o ponto fundamental é nos mobilizarmos em prol do orgulho de ser vendedor. Vamos aposentar, de vez, os vender dor?

Roberto Vieira Ribeiro
Administrador de empresas, consultor de vendas, instrutor e conferencista sobre temas relacionados com a motivação pessoal, profissional e vendas.
E-mail: roberto@motivacaoeresultados.com.br
Site: www.motivacaoeresultados.com.br

Tags: Vendas, Varejo, Varejista, Vendedor
Aguarde...
Popularidade: 5 (1 Votos)
03/01/2017 - O Vendedor de Sonhos
28/04/2017 - Não dá mais para brincar de vendinha
03/04/2017 - 6 práticas que matam suas vendas
10/03/2017 - 3 perguntas para identificar se o seu varejo é eficiente
14/03/2017 - Quer vender mais? Conte uma boa história
28/03/2017 - Vendedor, o seu cliente é promotor, neutro ou detrator?
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
marketing sucesso atendimento ao cliente vendas consumidor dicas negócios varejo dicas de vendas consumo atendimento ecommerce crise relacionamento vendedor cliente vendedores treinamento comércio varejista

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront