Seja um empreendedor digital Seja um empreendedor digital
Por Mário Mello


Se você é comerciante e ainda não vende seus produtos ou serviços pela internet, fique atento, essa pode ser uma boa oportunidade para você. Em poucos anos a web será o principal ambiente para a realização de compras e quem não estiver preparado, vai perder a oportunidade de expandir ou até mesmo manter as vendas. A democratização da banda larga, somada ao bom momento econômico do país, tem contribuído de forma intensa para o aumento das compras online. Um levantamento realizado pelo IBOPE em 2011 identificou que este crescimento tem acontecido num ritmo de cerca de 30% ao ano. Além disso, apesar de 70% das compras realizadas ainda estarem concentradas nas classes A e B, a classe C já é responsável por 23% das compras online, segundo dados do estudo Target Group Index (fevereiro 2010 a janeiro de 2011).

Para o lojista não naufragar, o segredo está em ficar atento às tendências deste mercado e ao comportamento do usuário. Por exemplo, a ‘mobilidade’ é a grande aposta do comércio eletrônico, impulsionada pelo uso cada vez mais frequente de dispositivos móveis como celulares smartphones e tablets. Para atender esta demanda, as lojas online precisam estar preparadas para atuar na plataforma móvel. Mais do que isso, as lojas que não se adaptarem nos próximos quatro anos poderão ter dificuldades em sustentar suas vendas nos canais eletrônicos.

As redes sociais também estão entre as grandes tendências para o comércio eletrônico em 2012. Porém, é necessário o uso inteligente do canal, sem restringir a atuação ao uso de banners e anúncios nos veículos sociais como o Facebook, por exemplo. O segredo está em criar engajamento com seus clientes, gerando um diálogo. Isso pode ser feito de diversas maneiras; cada lojista precisa descobrir como ser relevante na conversa com seu público, seja por meio de aplicativos, games, concursos ou virais para conquistar clientes e seguidores. As compras coletivas também são um ótimo recurso para atingir novos públicos e ampliar a visibilidade de seus negócios. Com aproximadamente um ano e meio de forte atuação no Brasil, esses grupos já contabilizam milhares de usuários. Um conselho: planeje muito bem, saiba qual é o custo financeiro da ação e como você irá se preparar para a demanda excedente. 

O lojista também precisa estar atento às discussões em curso no congresso, como a Lei de Proteção de Dados, Marco Civil da Internet e a Lei de Crimes na Internet. Se aprovados, estes projetos sem dúvida irão impactar o comércio eletrônico no Brasil. Órgãos como o Procon, Ministério Público e ONGs já estão atuando, mas também devem aumentar a atenção ao setor.

Segurança é outro tópico fundamental a ser observado pelos lojistas. Os usuários buscam cada vez mais conveniência, opções de pagamento e, principalmente, um sistema seguro – e quando encontram, tornam-se fiéis à loja. Os sistemas de pagamento online estão ganhando cada vez mais adeptos por oferecerem um alto nível de segurança, além de serem interessantes para os pequenos empresários, já que possuem políticas de proteção aos lojistas e consumidores.

Confira abaixo algumas dicas para garantir o sucesso dos negócios na web:

• Disponibilize mecanismos de busca que permitem a rápida localização e pesquisa de produtos;
• Ofereça informações detalhadas e claras sobre os produtos, incluindo fotos e/ou vídeos. O consumidor gosta do comércio online justamente pelo fato de poder analisar com calma as características e detalhes técnicos do item que pretende adquirir;
• As opções de pagamento devem estar facilmente visíveis. Além disso, procure optar por aquelas que ofereçam operações rápidas, seguras e de preferência que mantenham a confidencialidade máxima dos dados financeiros dos consumidores;
• Informe o tempo médio para entrega e sempre respeite os prazos;
• Permita a escrita e visualização de resenhas sobre os produtos uma vez que facilita os consumidores no momento da escolha;  
• O website deve ser objetivo, simples e de fácil acesso, pois também precisa atender a demanda por acesso móvel.

Em resumo, qualidade de serviço e personalização do atendimento são itens essenciais para garantir o sucesso do seu negócio também no ambiente virtual.


Mário Mello é presidente do PayPal no Brasil, empresa de pagamentos online.
Tags: Consumo, E-commerce, Internet
25/10/2016 - Empresário “do futuro” vai mudar o conceito de loja física
23/09/2016 - Experiência do cliente: dos millennials à melhor idade
01/11/2016 - O varejo do futuro sem esquecer a análise do presente
21/02/2017 - As gôndolas do futuro
24/11/2016 - A experiência do cliente no centro da transformação digital
09/03/2017 - A transformação digital do setor supermercadista
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
tecnologia tendências atendimento ao cliente loja virtual consumidor sustentabilidade mobilidade empreendedorismo e-commerce vantagem competitiva relacionamento mídias sociais varejo comércio eletrônico marketing inovação internet comércio consumo omnichannel

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront