Você recebeu um presente! Você recebeu um presente!
Por André Monteiro


Que a tecnologia mudou completamente o comportamento das pessoas, inclusive na forma de comprar, isso já é fato no nosso dia a dia, o que nos leva a pensar no quanto mudou também a maneira de presentear. Antes era preciso se dirigir a uma loja, escolher o produto, efetuar a compra e, depois, levar para quem fosse receber o presente. Hoje existem inúmeras opções na internet, pois o mundo do comércio eletrônico está cada vez mais recheado de ótimas oportunidades, descontos, garantias, reembolsos pós-compra e muito mais opções de escolha.
Nesse universo, podemos destacar o quanto é prático e o quanto é possível escolher e pesquisar usando apenas um computador (ou notebook, celular, smartphone etc.) conectado à internet. Com ganho de tempo, a compra pode ser muito mais bem planejada, permitindo até mesmo adquirir um presente melhor do que se imaginava inicialmente. Mas há quem deve se perguntar: comprar online e mandar entregar o presente não quebra a magia e a emoção do momento de ser presenteado? Eu aposto e afirmo que não. Os hábitos mudaram, tudo ficou muito mais rápido, porém, o encanto de presentear não diminuiu.

Imagine só a felicidade de alguém ao saber que você parou tudo o que estava fazendo para procurar um presente, escolher a melhor loja, olhar cada detalhe, pensar no seu jeito e no seu estilo. Isso sem falar nos comentários e opiniões sobre o produto, pois em tempos de alta interatividade, redes sociais, consumidor dinâmico, exigente e munido de informações, nada passa despercebido e se as referências não forem boas, a compra não se efetiva. Portanto, optar por uma loja virtual na hora de presentear agrada e muito, além disso, a surpresa de receber e abrir o pacote continua o mesmo, com um charme a mais, eu diria.

Se um loja foca seus esforços em uma área para indicação de presentes, não basta ter embrulho e cartão. Dois aspectos são determinantes para essa compra: a certeza da entrega no prazo e acertar na escolha do presente.

Cumprimento do prazo de entrega é uma condição fundamental para um consumidor que vai mandar um presente em uma data especial para um terceiro. Assim, as sugestões de produtos com os melhores filtros e itens mais desejados já ajudam muito. Porém, essas decisões estarão cada vez menos dependentes da equipe de marketing e filtros internos. As aplicações integradas às redes sociais e uso da inteligência coletiva podem ter um papel chave no auxílio dessas escolhas.

O comportamento de compra de presentes está mudando, a felicidade e experiência de abrir um pacote que foi escolhido com tanto cuidado e carinho, continua igualzinho a antigamente. Quem sabe possa ser de maneira ainda mais surpreendente com uma ajuda da sua loja preferida e novos recursos sociais.

 
André Monteiro é co-fundador e diretor executivo do Compra3 (www.compra3.com.br).
Tags: E-commerce, Consumo, Presentes
25/10/2016 - Empresário “do futuro” vai mudar o conceito de loja física
23/09/2016 - Experiência do cliente: dos millennials à melhor idade
01/11/2016 - O varejo do futuro sem esquecer a análise do presente
21/02/2017 - As gôndolas do futuro
24/11/2016 - A experiência do cliente no centro da transformação digital
09/03/2017 - A transformação digital do setor supermercadista
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
omnichannel empreendedorismo mídias sociais marketing vantagem competitiva relacionamento comércio tecnologia internet interatividade loja virtual mobilidade sustentabilidade e-commerce comércio eletrônico consumidor consumo tendências inovação varejo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront