Como otimizar o trabalho de vendedores no varejo? Como otimizar o trabalho de vendedores no varejo?
Por Marcelo Tavares

O consumidor passa em frente à loja e algo na vitrine prende sua atenção. Resolve entrar para pegar informações e, dependendo do preço, pode comprar o produto. Contudo, a equipe de vendedores não percebe essa movimentação e deixa o cliente sozinho. Sem tempo a perder, resolve ir embora e passar em outra loja para adquirir aquele item. Esta cena exemplifica como a falta de uma estratégia adequada na gestão de pessoas compromete o desempenho do varejo e pode culminar em grande prejuízo para os lojistas.

A falta de capacitação e de engajamento dos colaboradores são os principais desafios que o varejo enfrenta atualmente. Afinal, não adianta ter uma vitrine atrativa e preços mais em conta se a equipe de vendas não puder atender as demandas dos consumidores. Um levantamento do Instituto Gallup, por exemplo, mostra que funcionários descontentes ou não engajados custam até US$ 350 bilhões por ano apenas para a economia norte-americana. Em uma época de concorrência elevada e instabilidade econômica, é imprescindível reverter essa situação.

Para conseguir isso, a primeira medida a ser tomada consiste no monitoramento do ponto de venda. Ao identificar a movimentação dos consumidores dentro do estabelecimento, com os horários de picos e as zonas quentes (lugares mais frequentados), o lojista consegue analisar a performance de vendas dos colaboradores. Assim, é possível criar ações e treinamentos para capacitá-los e engajá-los de acordo com as demandas específicas do seu negócio.

Apenas com a definição da taxa de aproveitamento das equipes é possível ter certeza das melhores estratégias para a gestão de pessoas dentro da loja. Quando o funcionário é bem orientado e sabe o seu posicionamento no estabelecimento, ele consegue melhorar seu atendimento, abordando quem estiver indeciso ou mesmo ir atrás de informações para um cliente em potencial.

Somente com o monitoramento de fluxo é possível fazer o raio-x do estabelecimento e identificar os pontos que precisam ser melhorados na prática.

Marcelo Tavares é CEO da FX Retail Analytics, empresa que oferece inteligência para o varejo por meio do monitoramento de fluxo.
Tags: Gestão de pessoas, Vendedores, Varejo, Capacitação
16/12/2016 - Equipamentos que todo varejo deve ter
08/11/2016 - Varejo atual: conhecer, combinar e personalizar
26/10/2016 - 4 passos para digitalizar um pequeno varejo
06/12/2016 - Cliente final: O setor de compras deve ter foco nele?
08/03/2017 - 3 dicas para lidar com troca e devolução de produtos
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
franquias vitrine estratégias vendas dicas operações loja ecommerce ponto-de-venda empreendedorismo comércio pdv franchising varejo crise franquia planejamento exposição layout negócios

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront