Regras para um líder eficaz Regras para um líder eficaz
Por Fernando Montero da Costa

Toda equipe necessita ter definidas, claramente, suas responsabilidades e metas. Afinal, um grupo profissional que não sabe para onde ir acaba normalmente em qualquer outro lugar, menos onde realmente se pretendia chegar. É aí que entra o papel do líder.

Mas se engana quem pensa que o condutor desse processo tenha como funções apenas estabelecer objetivos, definir responsabilidades de cada um, supervisionar atividades, estabelecer padrões, etc.

Há também o exercício da função de apoio, facilitando o funcionamento do grupo com escuta ativa, incentivando a participação dos membros, integrando as necessidades individuais nas metas da equipe, reconhecendo e agradecendo, gerenciando conflitos e desenvolvendo relações entre os integrantes.

Além de tudo isso, é importante destacar ainda que o papel do líder contempla outros desafios, como:

- Motivar e incrementar o rendimento de sua equipe;

- Entender os comportamentos individuais;

- Desenvolver e aplicar alguns estilos de liderança necessários;

- Comunicar-se efetivamente;

- Solucionar problemas e tomar decisões.

Uma equipe eficaz é resultante do impacto direto das ações de seu líder. E ela só é realmente produtiva se apresenta um firme propósito compartilhado, comprometimento, boas relações interpessoais, comunicação fluída, flexibilidade, ótimo rendimento, sentimento de reconhecimento e motivação.

Conseguindo desenvolver seu trabalho e planejar com qualidade, o líder e seus comandados passarão até a tomar decisões em equipe, resultando em benefícios como:

- Melhor aproveitamento dos conhecimentos e experiências;

- Maior criatividade;

- Efeito sinergia;

- Compartilhamento da autoridade em grupo;

- Maior motivação;

- Alta aceitação da decisão que se adote;

- Desenvolvimento/ treinamento da equipe.

O processo de tomada de decisões funciona eficazmente em uma equipe quando se estabelece um método apropriado e se explora as conseqüências e implicações de tais atitudes. Então, as decisões são claramente compreendidas e aceitas e a equipe evita tomar ações precipitadas. Como se pode perceber, a função de um líder é ampla e complexa, mas altamente recompensadora (e rentável) quando bem executada.

Fernando Montero da Costa
Diretor de operações da Human Brasil, especializada em seleção e recrutamento de talentos, formação, desenvolvimento e consultoria estratégica de pessoas nas organizações.
www.humanbrasil.com.br 
Tags: Gestão, Varejo, Varejista, Liderança
Aguarde...
Popularidade: 5 (2 Votos)
01/11/2016 - O Varejo consegue pensar simples?
17/01/2017 - A Era do Líder Coletivo
21/03/2017 - A que distância você está do líder que você gostaria de ser?
17/03/2017 - Conheça a trajetória de Elizangela Kioko, diretora geral da Drogaria Onofre
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
franchising relacionamento varejo gestão atendimento varejista liderança crise econômica negócios motivação planejamento habilidades carreira supervisão treinamento sucesso atendimento ao cliente vendas inteligência emocional empreendedorismo

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront