• Setembro de 2017
Home / Artigos / Atendimento ao Cliente

Segundo analista, mercado de tablets da Apple irá diminuir 30% em 2015

No último ano a Apple surpreendeu com seus números, a receita e lucro da companhia aumentaram muito, principalmente depois do lançamento do iPhone e 6 Plus. A fabricante até chegou a bater recordes, suas ações passaram a valer muito mais e o valor de mercado chegou a um patamar nunca alcançado, sendo avaliada em US$ 700 bilhões.

Esse ano também promete ser uma ótima jornada para a companhia, em abril o Apple Watch será lançado, o primeiro dispositivo vestível da Maçã. Porém, de acordo com o analista da KGI Securities, Ming-Chi Kuo, a fabricante não irá tão bem no mercado em 2015, pelo menos no setor de tablets.

A indústria está cheia de grandes companhias com dispositivos móveis, apesar de ser uma das maiores, a competição ainda é bastante complicada para a Maçã. Depois de suas análises, Kuo indica que a empresa irá reduzir em 30% a distribuição de iPad, se comparado ao ano anterior; se o analista estiver correto, esse será o maior declínio de vendas de iPad da história da Apple.

Segundo as informações, até o fim do primeiro semestre a companhia deve vender cerca de 18 milhões de iPads, possivelmente só serão vendidos 45 milhões em 2015. No último ano a Maçã distribuiu 63.4 milhões iPads, e permaneceu no topo do mercado de tablets.

"Estamos confiantes que a Apple irá revelar o novo modelo do iPad, que pode melhorar a experiência dos fãs e aumentar a produtividade, mas não acreditamos que isso irá melhorar significativamente a venda dos tablets", afirmou Ming-Chi Kuo.

Há pouco surgiram novas informações do iPad Plus, que, se lançado, chegará aos fãs com tela de 12.9 polegadas e resolução 2K. Apesar disso, mesmo com o lançamento Kuo não vê uma mudança considerável nos números.